SISMUC orienta servidores da saúde sobre Avaliação Funcional

O SISMUC orienta os servidores da saúde que não concordam
com a Avaliação Funcional, na forma como está proposta, a não aderirem à
comissão de avaliadores que está sendo formada nas unidades. Os profissionais
estão sendo convidados a compor a comissão e aqueles que não se sentirem à
vontade não devem entrar no grupo.

O sindicato aguarda uma resposta do setor de Recursos
Humanos da Saúde sobre o conteúdo e a forma da Avaliação Funcional para definir
as próximas ações.

A Avaliação Funcional está sendo imposta por meio do decreto
nº 868/2018 sem diálogo com os servidores ou seus representantes legais. Será
feita por uma comissão formada por três agentes públicos sendo um a chefia
imediata e dois representantes escolhidos pelos servidores públicos das unidades.
Entre as questões que avalia, cada falta lançada no Boletim de Frequência, no
período de avaliação, implicará em desconto de 5 pontos na avaliação final.

Com base em modelos gerenciais a Avaliação Funcional abre
brecha para coerção e assédio moral pelas chefias. Inicialmente será aplicada para os servidores públicos que compõem equipes de Atenção
Primária à Saúde e gradualmente será estendida para os demais setores.

Nota de pesar José Haroldo Ludewig

É com profundo pesar que recebemos a notícia do falecimento de José Haroldo Ludewig, servidor que dedicou parte significativa de sua vida ao serviço público. José iniciou sua jornada como Auxiliar de Serviços Escolares em 2012, na Escola CEI Lina

Leia mais »