“Toda criança merece o melhor”: ato no Tatuquara denuncia precarização da educação infantil nos CMEI

Organizados pelo Sindicato dos Servidores Público Municipais de Curitiba (SISMUC), os professores de educação infantil realizam neste sábado (28/05), das 14 às 16 horas, um ato político-cultural em prol do serviço público de qualidade, contra a precarização dos Centros Municipais de Educação Infantil (CMEIs). A atividade acontece na Praça Soldado Wagner Alves Sampaio, no bairro Tatuquara, em Curitiba, perto do módulo policial e da pista de skate.

Desde o início do ano, os professores de educação infantil vêm se mobilizando e denunciando a grave situação vivida nos CMEIS com a falta de servidores para garantir o atendimento de qualidade e a inclusão das crianças, inclusive as com deficiência (PCD). Com isso, dando continuidade às mobilizações, os profissionais realizaram diversos atos nas regionais de Curitiba, iniciando pelo Tatuquara, bairro que conta com 22 Centros Municipais.

Durante a atividade, o SISMUC pretende fortalecer o diálogo com a comunidade, pautando os problemas enfrentados nos CMEIs, mas também em todo o serviço público de Curitiba, desde a saúde, segurança pública, ação social, esporte e lazer e o meio ambiente. Também será ofertado gratuitamente brinquedos infláveis e atividades lúdicas para as crianças.

Entenda a situação— Como não há concurso público para a contratação de servidores de carreira para a educação infantil desde 2016, o número de professores em sala é insuficiente para garantir a qualidade e a segurança no atendimento das crianças.

Na tentativa de solucionar o problema, a Prefeitura Municipal de Curitiba (PMC) está realizando a contratação de profissionais via Processo Seletivo Simplificado (PSS). No entanto, o contrato é temporário, de no máximo 2 anos. Isso aumenta a rotatividade de servidores, impossibilita o desenvolvimento do trabalho pedagógico de qualidade, e, principalmente, quebra o vínculo emocional, afetivo e de confiança que as crianças e a comunidade possuem com os profissionais de educação que já atuam nos CMEIs.

A falta de servidores desencadeia diversos outros problemas, como a falta tutores para atendimento de crianças com deficiências (PCDs); a não garantia do direito a hora-atividade dos profissionais, situação que impossibilita o planejamento e organização das atividades pedagógicas, bem como o atendimento da comunidade; longas filas de espera para conseguir uma vaga nos CMEIs (em Curitiba há mais de 7 mil crianças entre 0 a 3 anos esperando por uma vaga nos Centros Municipais);

Os servidores apontam que para solucionar este problema é urgente a realização de concurso público para a contratação de professores de educação infantil, pois, segundo eles, “somente com servidores de carreira será possível garantir um serviço público de qualidade”.

No link, veja a pauta completa de luta dos servidores e servidoras e o realizado do dia 30 de abril no centro de Curitiba (https://conteudos.sismuc.org.br/ato-da-educacao-infantil)

_______________

Mais informações:
Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Curitiba (SISMUC)
comunicacao.sismuc@gmail.com
Edicléia (41) 99842-1962
Juliana (41) 99560-0067
Imprensa SISMUC – Riquieli ou Carol (41) 3322-2475

Verified by ExactMetrics
Verified by ExactMetrics