Sindicatos solicitam mediação de vereadores para discutir reajuste

Os sindicatos que representam o conjunto
dos servidores municipais de Curitiba
enviaram nesta segunda-feira (4) um
ofício à Câmara Municipal solicitando uma reunião com o presidente da Câmara,
junto as lideranças dos blocos partidários, para reivindicar uma Intermediação
urgente dos vereadores para uma reunião com o Prefeito Rafael Greca, em relação
à revogação da reposição salarial aprovada por lei em 2020.

Clique aqui para conferir o ofício na
íntegra.

A
Prefeitura de Curitiba não tem desculpa financeira para não conceder o reajuste
inflacionário aos servidores
. Afinal, o próprio Secretário de Finanças afirmou
que o dinheiro para o reajuste aprovado no ano passado já estava previsto no
orçamento do município. Além disso, a Lei Complementar nº 173/2020, que congela
o reajuste salarial e as carreiras dos servidores federais, estaduais e
municipais vale até dezembro de 2021. Após essa data, temos que garantir que
Greca retome o pagamento do reajuste.

Afinal,
se o Prefeito tem dinheiro para liberar ajudas milionárias aos empresários do
transporte público, é plenamente possível pagar o reajuste inflacionário dos
servidores que, segundo estudo do DIEESE encomendado pelos sindicatos, é três
vezes menor do que o último montante de R$120 milhões aprovado para os grandes
empresários. Clique aqui para acessar o estudo do DIEESE.

Pressão e GREVE

Apesar de ter anunciado que pagaria o
reajuste em folha suplementar no dia 13 de outubro, a gestão municipal fez de
tudo para derrubar a liminar conquistada pelos sindicatos e retirar o pouco que
os servidores garantiram no último período. Por isso, devemos fazer pressão
também pela Câmara Municipal, onde a gestão Greca conta com uma expressiva base
de apoio.

Clique no box ao lado para conferir os
contatos de telefone e e-mail dos vereadores da Câmara Municipal e mostre a sua
indignação com a suspensão do reajuste salarial e outros ataques como o aumento
no tempo para aposentadoria dos servidores da ativa, o confisco dos proventos e
benefícios de aposentados e pensionistas, e o congelamento do Plano de
Carreira.

E além desse pedido de mediação, a
resposta dos servidores municipais será na rua! No dia 15 de outubro, como
aprovado na última assembleia, o funcionalismo público vai cruzar os braços e
entrar em GREVE contra os desmandos do desprefeito Greca.
Mobilize o seu local
de trabalho, participe das panfletagens, converse com a sua comunidade escolar
para explicar os motivos da nossa greve e junte-se a luta em defesa de
direitos! Unidos Somos Fortes!

15 de maio – Dia do/da Assistente Social

No Dia do Assistente Social, reconhecemos o papel crucial desses profissionais na construção de uma sociedade mais justa e inclusiva. Seu trabalho é fundamental para garantir que todos tenham acesso aos seus direitos básicos e vivam com dignidade. Vamos valorizar

Leia mais »