Ajude na pressão contra a admissão da Reforma da Previdência de Greca

Na próxima quinta-feira (30), vereadores decidem se a Reforma da
Previdência de Greca deve ou não tramitar na Câmara Municipal. A
admissibilidade da proposta será debatida na reunião da Comissão Especial
de revisão da Lei Orgânica.

Envie mensagens e e-mail aos vereadores que compõem a comissão
cobrando o voto contrário e ajude a mostrar a indignação dos servidores desde
os primeiros passos da tramitação desse ataque!

A proposta que tramita na Câmara Municipal altera os artigos 91 e 94
da Lei Orgânica do Município, aumentando em até sete anos a idade mínima
para a aposentadoria
dos servidores da ativa e confiscando parte dos
benefícios de quem já está aposentado
com a cobrança de uma alíquota de
quem recebe acima de um salário mínimo.

Greca já deixou claro que essas duas alterações são apenas parte
do seu plano de Reforma da Previdência
e por isso a aprovação desse primeiro projeto pode significar
um cheque em branco para novos ataques
.
É o caso, por exemplo, do confisco das aposentadorias. O projeto em
tramitação estabelece a cobrança da alíquota, mas o valor do percentual fica em
aberto para ser definido em uma nova lei.

Diga
não à Reforma da Previdência de Greca!
Junte-se à luta, ajude na pressão virtual e participe dos atos
presenciais nos dias de debate e votações do projeto na Câmara! O que está em
jogo é a redução do salário de quem já está aposentado e o fim do direito à
aposentadoria para quem está na ativa!

Comissão analisa novo relatório no dia 30

A comissão é composta por nove vereadores, indicados pelos blocos
partidários. A primeira reunião aconteceu na última quarta-feira (22), quando foram
eleitos Marcelo Fachinello, como presidente da comissão, Tito Zeglin, como vice-presidente,
e Osias Moraes como relator.

Na manhã desta sexta-feira (24), ocorreu a reunião de instalação
da comissão. O relator apresentou parecer favorável à tramitação do projeto. A
vereadora Professora Josete pediu vistas, questionando a falta de uma análise
sobre a constitucionalidade da proposta. Conforme o regimento, a vereadora tem
o prazo de três dias úteis para apresentar suas considerações. A próxima
reunião está prevista para o próximo dia 30 de setembro.

Alteração na Lei Orgânica exige trâmite diferente e
2/3 dos votos em plenário

A tramitação é diferente por se tratar de um projeto que modifica
a Lei Orgânica do Município
. Antes de seguir para o plenário, a proposta será analisada por
essa comissão especial ao invés de passar pelas comissões permanentes. A
aprovação em plenário depende de maioria qualificada, com 2/3 dos votos, o que
significa o aval de 26 dos 38 vereadores.

Envie mensagens e e-mails para os vereadores da comissão que analisará a Reforma da Previdência de Greca

Marcelo Fachinello – presidente da comissão

(Indicado pelo bloco parlamentar PSC-PATRIOTA)

41 99634-6139

marcelo.fachinello@cmc.pr.gov.br



Tito Zeglin – vice-presidente da comissão

(Indicado pelo bloco parlamentar do PDT)

41 99972-1454

tito.zeglin@cmc.pr.gov.br



Osias Moraes – relator

(Indicado pelo bloco parlamentar PROS/REPUBLICANOS)

41 99776-9725

osiasmoraes@cmc.pr.gov.br



Mauro Bobato

(Indicado pelo bloco parlamentar PODE/PSL)

41 99935-3540

mauro.bobato@cmc.pr.gov.br



Alexandre Leprevost

(Indicado pelo bloco parlamentar Novo/Solidariedade)

41 99989-9109

alexandre.leprevost@cmc.pr.gov.br



Pier Petruzziello

(Indicado pelo bloco parlamentar PP/PTB/PSB)

41 9985-1041

pier.petruzziello@cmc.pr.gov.br



Mauro Ignácio

(Indicado pelo bloco parlamentar DEM/PMB)

41 98406-0811

mauro.ignacio@cmc.pr.gov.br



Beto Moraes

(Indicado pelo bloco parlamentar do PSD)

41 99925-9622

beto.moraes@cmc.pr.gov.br



Professora Josete

(Indicada pelo bloco parlamentar PT/PV)

41 99946-1813

professora.josete@cmc.pr.gov.br

15 de maio – Dia do/da Assistente Social

No Dia do Assistente Social, reconhecemos o papel crucial desses profissionais na construção de uma sociedade mais justa e inclusiva. Seu trabalho é fundamental para garantir que todos tenham acesso aos seus direitos básicos e vivam com dignidade. Vamos valorizar

Leia mais »