Nota de solidariedade aos servidores de Araucária!

Em Araucária, mais uma vez, a gestão Hissam mostrou toda sua
truculência ordenando a violência policial para cima dos servidores e
servidoras que protestavam contra o aumento da alíquota do Fundo de Previdência
Municipal de Araucária (FPMA) nesta sexta-feira (3).

A luta do funcionalismo de Araucária começou há alguns dias
quando o desprefeito Hissam anunciou que o reajuste salarial dos servidores
seria de 0%. Dias depois, novos ataques foram anunciados, entre eles o aumento
da alíquota de contribuição previdenciária de 11% para 14%. Com os vereadores
capachos da gestão, Hissam conseguiu aplicar a mesma manobra feita por Greca em
Curitiba e ampliar a perda salarial dos servidores.

Como toda gestão truculenta, os trabalhadores e
trabalhadoras foram impedidos de entrar na Câmara Municipal de Araucária e
acompanhar a votação.
Aliais, a gestão impediu que os trabalhadores sequer
entrassem no pátio da Câmara.

O ataque foi aprovado em meio a tiros e agressões por parte
da guarda municipal. Os seis vereadores que votaram favoráveis ao Projeto de
Lei, claro, não se importaram com isso. Servidores ficaram feridos e foram
retirados por uma ambulância, além disso, um professor do município foi detido.

O SISMUC e o SISMMAC prestam solidariedade aos trabalhadores
do funcionalismo municipal de Araucária que enfrentam, assim como os servidores
de Curitiba, a truculência de uma gestão municipal
que só se importa em
garantir o lucro dos grandes empresários retirando direitos e comida da mesa
dos servidores que atendem de perto a população.

Mais uma vez, o funcionalismo mostrou sua força e seguirá
lutando para barrar a Reforma da Previdência e a Reforma Administrativa em
Araucária. Em Curitiba, os servidores e servidora se preparam para mais uma
batalha contra a Reforma da Previdência e o assalto ao salários dos aposentados
e aposentadas que a gestão Greca quer promover!

Verified by ExactMetrics
Verified by ExactMetrics