TJ suspende liminar que garantia afastamento de servidores da saúde com mais de 60 anos

Diante
da liminar que garantia o afastamento de servidores com mais de 60
anos da área da saúde, a Prefeitura de Curitiba entrou com um
pedido de suspensão, diretamente para a Presidência do Tribunal de
Justiça. Na tarde desta quinta-feira (21), a presidência do TJ
acatou o pedido da Prefeitura e suspendeu a liminar que havia sido
concedida pela juíza de primeiro grau.

Com
isso, a Prefeitura reconvocou os servidores
da saúde entre 60 e 65 anos, que haviam sido dispensados do trabalho
presencial em virtude da liminar agora suspensa.

A
justificativa da gestão ao pedir a suspensão da liminar é de que
esse afastamento geraria um colapso no sistema de saúde pela falta
de servidores. Só que esse é um problema que a própria gestão
Greca criou com a falta de realização de concursos públicos e
destruição dos serviços públicos de saúde. Enquanto torra
dinheiro em asfalto e propaganda, Greca vinha sucateando o sistema de
saúde público, assim como outros serviços, que já estavam quase
no seu limite. Então, não é de se surpreender que agora faltem
servidores na saúde e em outras áreas, como da FAS.


Mas,
a luta continua, porque sabemos que os direitos são conquistados com
a união e mobilização da classe trabalhadora. O SISMUC já vinha
tomando medidas administrativas para cobrar que a gestão municipal
libere esses servidores, que são grupo de risco. O pedido já foi
levado pelo Sindicato ao Ministério Público Estadual e ao
Ministério Público do Trabalho
.


É
importante que os servidores continuem enviando suas denúncias ao
Sindicato e continuem cobrando a Prefeitura pelo 156 e pelas redes
sociais do prefeito. É preciso que a vida dos trabalhadores seja
colocada em primeiro lugar!

Verified by ExactMetrics
Verified by ExactMetrics