Greve do dia 14 de junho acontece 102 anos depois da primeira greve geral do Brasil

No
dia 14 de junho, milhares de
trabalhadoras e trabalhadores em todo o país vão cruzar os braços para lutar
contra Reforma da Previdência, contra os cortes na educação pública, por mais
empregos e contra a retirada de direitos. O movimento faz parte da construção
de uma greve geral, um instrumento de luta que está completando 102 anos de
história no Brasil.

A primeira greve geral do país
ocorreu em 1917, durou 30 dias e reuniu cerca de 70 mil trabalhadores e
trabalhadoras. A onda de paralisações teve início em duas fábricas têxtis em
São Paulo, onde as mulheres eram maioria da força de trabalho. A greve cresceu
com a adesão de trabalhadores de outros setores e assumiu reivindicações que
beneficiariam o conjunto da classe trabalhadora: melhores condições de
trabalho, aumento salarial, fim do trabalho infantil e redução da jornada de
trabalho que na época variava entre 12 a 14 horas por dia.

Além das conquistas imediatas
obtidas por meio dos acordos coletivos, as manifestações de 1917 mostraram uma
organização inédita até então, contribuindo para a formação de associações,
sindicatos e partidos que seriam fundamentais para garantir que os direitos e
jornadas de trabalho estabelecidos nesses acordos fossem mais tarde fixados em
lei, como ocorreu com regulamentação da jornada de 8 horas diárias.

A principal vitória foi ter
mostrado que, através da união, da organização coletiva e da mobilização, as
trabalhadoras e trabalhadores podem se opor aos desmandos dos patrões e avançar
na conquista de direitos.

15 de maio – Dia do/da Assistente Social

No Dia do Assistente Social, reconhecemos o papel crucial desses profissionais na construção de uma sociedade mais justa e inclusiva. Seu trabalho é fundamental para garantir que todos tenham acesso aos seus direitos básicos e vivam com dignidade. Vamos valorizar

Leia mais »