Coletivo da FAS e Saúde promoveu interação entre os servidores

A proposta da direção do SISMUC de promover o coletivo dos
servidores da Saúde e da FAS junto foi uma experiência positiva que deverá ser mantida nos
próximos encontros. Com várias situações de atendimento convergentes, a reunião
se tornou um momento de interação entre os trabalhadores das duas áreas que discutiram
as pautas comuns e em um segundo momento as pautas específicas dos setores.
Em vários momentos os servidores se perguntavam porque não tem um profissional
da FAS nas unidades de saúde e vice-versa.

A falta de segurança nos locais de trabalho, o atendimento aos
usuários agressores e a falta de servidores nos equipamentos, foram algumas das
pautas comuns debatidas na reunião.

Confira abaixo as pautas específicas, que serão encaminhadas
para administração municipal:

Pauta de
reivindicações da Saúde:

-Garantia da incorporação da integralidade do adicional de
Risco de Vida e Saúde nas aposentadorias e pensões de todos os servidores da
SMS que recebam a referida remuneração.

-Redução do número de Unidades Básicas de Saúde sob
responsabilidades de cada NASFs – Núcleo de Apoio a Saúde da Família;

-Manutenção de UPAs com gestão e servidores públicos
concursados e do quadro próprio da administração direta.

-Implementação de dimensionamento de pessoal em todos os
equipamentos da saúde com servidores de carreira em número suficiente para
atender todas as necessidades de demandas;

-Implantação imediata do qualifica- SUS e Difícil Provimento
sem prejuízo a remuneração percentual recebida pelos servidores em 2014;

-Fim das privatizações da saúde;

-Garantir a segurança dos servidores no exercício
profissional bem como nos equipamentos da saúde;

-Restituição da gratificação ESF para todos os servidores
que a tiveram suprimida no ano de 2010 em razão de afastamento médico superior
a 90 dias;

-Equiparação salarial dos profissionais Enfermeiros.


Pauta de reivindicações da FAS:

-Garantia da incorporação da integralidade da gratificação
por área de atuação nas aposentadorias e pensões de todos os servidores da FAS
que recebam a referida remuneração.

-Redução da jornada de trabalho para 30hs/semanal;

-Normatização das escalas de trabalho 12×36 (pausa para
descanso, pagamento, descontos, etc.);

-Readequação dos espaços físicos da FAS, visando a melhoria
das condições de trabalho do servidor e atendimento do usuário em ambiente
adequado;

-Implementação de dimensionamento de pessoal em todos os
equipamentos da FAS com servidores de carreira em número suficiente para
atender todas as necessidades de demandas;

-Fornecimento, sempre que se fizer necessário, de EPI’s
(inclusive coletes e jaquetas);

– Adequação da frota de veículos (principalmente utilizados
na abordagem de rua) visando a segurança do servidor, terceirizado e usuário;
pois os veículos vêm apresentando muitos problemas mecânicos, possuem
quilometragem elevada e tem mais tempo de uso do que o previsto em contrato com
a Cotrans;

-Garantir a segurança dos servidores no exercício
profissional bem como nos equipamentos da FAS;

-Desenvolver ações específicas em atenção às servidores do
sexo feminino.

15 de maio – Dia do/da Assistente Social

No Dia do Assistente Social, reconhecemos o papel crucial desses profissionais na construção de uma sociedade mais justa e inclusiva. Seu trabalho é fundamental para garantir que todos tenham acesso aos seus direitos básicos e vivam com dignidade. Vamos valorizar

Leia mais »