Ato por moradia contou com apoio de sindicatos

O SISMUC e o SISMMAC participaram na manhã desta
sexta-feira, dia 26 de outubro, do ato em defesa dos moradores da Vila Dona
Cida, ocupação localizada na região da Cidade Industrial de Curitiba (CIC) que
recebeu ordem de despejo emitida pela Justiça. São cerca de 400 famílias que
moram no local há 4 anos.

A manifestação contou ainda com participação de famílias
moradoras das ocupações Tiradentes, 29 de março e Primavera, todas próximas e
localizadas na CIC. Eles foram caminhando da praça 19 de dezembro até a
Prefeitura para pedir a regularização da área a fim de que as famílias
permaneçam no local ou então que lhes seja fornecida uma alternativa de
moradia, pois são famílias de baixa renda, sem condições de pagar aluguel.

O aposentado Vanderlei Pereira da Hora, morador da Dona
Cida, foi uma das pessoas que participou da manifestação. Com dificuldade para
andar ele acompanhou a manifestação de longe até conseguir se juntar ao grupo,
e destacou “é importante estar presente pois não tenho para onde ir caso a ordem
de despejo seja realmente cumprida”.

Os manifestantes se concentraram na frente da Prefeitura e
aguardaram uma reunião com uma comissão da Cohab que ia conversar com as
lideranças das comunidades.

A luta pela moradia é uma questão não enfrentada pelos
governos seja municipal, estadual ou federal, o que leva as classes sociais
menos favorecidas economicamente a ocupar os espaços urbanos vazios. A demanda
habitacional cresce enquanto que o atendimento à essa questão continua sendo
tratado a portas fechadas, em gabinetes, sem atender as necessidades da
população interessada.

Vale lembrar que o direito à moradia é previsto na
Constituição Federal e a prefeitura de Curitiba não tem apresentado projetos
para o desenvolvimento de políticas públicas habitacionais.

15 de maio – Dia do/da Assistente Social

No Dia do Assistente Social, reconhecemos o papel crucial desses profissionais na construção de uma sociedade mais justa e inclusiva. Seu trabalho é fundamental para garantir que todos tenham acesso aos seus direitos básicos e vivam com dignidade. Vamos valorizar

Leia mais »