Comissão eleitoral confirma segundo turno para os dias 18, 19 e 20

A comissão eleitoral confirmou a realização do segundo turno das eleições do Sismuc para os dias 18, 19 e 20 de julho. A décima quinta reunião ocorrida nos dias 11 e 12 de julho, na sede do sindicato, contou com a participação dos membros das duas chapas. Com o pleito ocorrendo em meio ao recesso da educação, as professoras e professores poderão votar nas urnas volantes e fixas (clique e confira os locais).

A definição do segundo turno foi fruto de um impasse. Embora houvesse o desejo das chapas de adiar o processo, garantindo a ampla participação de todas as categorias, a mudança de data não pode ocorrer devido ao Estatuto da entidade.

O pedido de adiamento da votação foi protocolado por representantes da “Chapa 1 Sismuc Somos” Nós no dia 10 de julho. “Considerando que os profissionais estarão em recesso no período de 16 de julho a 31 de julho, a chapa 1 solicita o adiamento para os dias 1,2 e 3 de agosto”, pediu a chapa.

Nesse mesmo dia, seguindo o estatuto da entidade, a comissão publicou editou de convocação no jornal Bem Paraná do dia 10 de julho, na página 23. “A Comissão Eleitoral, em cumprimento das suas atribuições, e dos artigos 100 e 101 do Estatuto Social da entidade, através do presente Edital, convoca todos os associados em condições de votar, a participarem do SEGUNDO TURNO do processo eleitoral da Diretoria Executiva Colegiada, Conselho Fiscal e Corpo de Suplentes, que serão realizadas em nos dias 18, 19 e 20 de julho de 2018”.

Impasse

A realização do segundo turno em outra data, no entanto, foi indeferida pela comissão eleitoral, uma vez que a “Chapa 2 Sindicato é pra lutar” se colocou contrária a nova data. “A comissão eleitoral consulta a Chapa 2 sobre a possibilidade de acordo para a alteração da data de realização do segundo turno. O representante da Chapa 2, Wagner Argenton ‘reitera a manifestação entendendo que a eleição não deve ocorrer durante o período de recesso escolar de modo a garantir o direito de voto de todos os sindicalizados que compõe a base da educação, entretanto, o mesmo fere frontalmente o estatuto da entidade”, registra a ata assinada pelas duas chapas e membros da comissão eleitoral.

Tanto os servidores da educação quanto as demais categorias poderão votar nas 52 urnas, sendo 39 volantes e 13 urnas fixas. Para o segundo turno, o quórum exigido é de 40% dos 9793, ou seja, 3918 votos.

Nota de pesar José Haroldo Ludewig

É com profundo pesar que recebemos a notícia do falecimento de José Haroldo Ludewig, servidor que dedicou parte significativa de sua vida ao serviço público. José iniciou sua jornada como Auxiliar de Serviços Escolares em 2012, na Escola CEI Lina

Leia mais »