Após pressão do Sismuc, prefeitura se compromete a rever instrução sobre licença-prêmio

No dia 22 (quinta), o Sismuc reuniu-se com Secretaria Municipal
de Recursos Humanos (SMRH) e Secretaria Municipal de Educação (SME). 

Confira a ata da reunião

A pauta foi
a Instrução Normativa Conjunta número 01/2017, que estabelece critérios para a concessão
de licença-prêmio nas Unidades Educacionais.

A forma da instrução, no entendimento sindical, retira a
possibilidade de cumprimento da lei. Em reunião, o sindicato pressionou e
conseguiu o comprometimento em ata da gestão de que vai rever a normativa.

Divergência

A divergência entre gestão e sindicato se deve à garantia de
um sexto da equipe de cada unidade desfrutar do benefício por ano – enquanto o
Sismuc defende um sexto simultaneamente. Ainda de acordo com a proposta
oficial, agora o servidor passaria a tirar a licença em seis anos. 

O sindicato
denuncia que isso inviabiliza o cumprimento da lei 15043/2017, que dá o prazo
de cinco anos para o servidor tirar a licença-prêmio.

“O que a gestão está fazendo é empurrar com a barriga o
problema. Com certeza, deve estourar na próxima gestão”, afirma Irene Rodrigues,
da coordenação do Sismuc.

Dentro da atual Instrução, para o exemplo de uma unidade de
doze servidores, a prefeitura garantiria que só duas pessoas por ano possam
tirar licença. O Sismuc é crítico a essa normativa da gestão. “Na proposta defendida pelo sindicato, até oito servidores
poderiam tirar a licença”, afirma Adriana Kalckmann, coordenadora do Sismuc.

Questionada pela direção sindical se havia levantamento, a
gestão se posicionou como preocupada em resolver o problema de 2018, sem
previsão de como solucionar a questão a longo prazo.

CMEIs e escolas sofrem com defasagem de profissionais

Falta de professores, CMEIs com estruturas defasadas e, agora, mais um grande problema encontrado na educação pública da cidade inteligente. A Secretaria de Educação de Curitiba tem feito o dimensionamento dos profissionais que atuam nas escolas especiais, ou seja, vem

Leia mais »