Especialista descarta superlotação de cmeis em Curitiba

O especialista em
educação e psicólogo Marcos Méier é contra o inchaço das salas
de aula em cmeis, como pretende o prefeito Rafael Greca. Ele comenta
denuncia feita pelo Sismuc, de que a gestão pretende superlotar
cmeis sem amplo debate pedagógico.

Para Méier, citando
pesquisas realizadas pelo Ministério da Educação, a quantidade
máxima em sala deve ser de 20 crianças, levando em consideração
as idades entre quatro e cinco anos. “Mais do que isso, as crianças
vão ter problema de aprendizagem. Não porque elas têm problemas
cognitivos, mas porque elas não recebem a atenção suficiente”.

Nesse sentido, o
especialista é contra o aumento de crianças para suprir vagas: “Se
eu aumentar o número de crianças, aí acabou tudo. Uma sala vira
depósito de criancinha, onde se põe crianças e só cuida, mas sem
desenvolver os cinco sentidos e as habilidades. Isso fica de lado. O
professor não tem condição de fazer isso”, constata.

Confira reportagem
especial que trata da questão de Curitiba, de outras cidades pelo
estado e a avaliação do especialista.

Nota de pesar José Haroldo Ludewig

É com profundo pesar que recebemos a notícia do falecimento de José Haroldo Ludewig, servidor que dedicou parte significativa de sua vida ao serviço público. José iniciou sua jornada como Auxiliar de Serviços Escolares em 2012, na Escola CEI Lina

Leia mais »