Parada da Diversidade espanta o frio e o preconceito em Curitiba

Nem mesmo o frio e a garoa conseguiram afastar as milhares de pessoas que foram às ruas de Curitiba neste domingo (5) na 18ª edição da Parada da Diversidade. Com o gancho “O que eu tenho a ver com isso?” o evento buscou aproximar a sociedade do tema para distanciar o preconceito e a homofobia.

Ao todo, segundo a organização, 65 mil pessoas participaram do evento que saiu da Praça 19 de dezembro, no Centro Cívico, em marcha pela Avenida Cândido de Abreu. A parada deste ano teve muita irreverência, alusões às cores da bandeira do orgulho LGBTI e um público de todas as idades, desde jovens até pessoas idosas.

A APP-Sindicato e a CUT Paraná também levaram até a parada uma faixa que estampava a frase “Escola sem Homofobia, pelo fim da violência na educação”. O objetivo era reforçar a importância de discussões de gênero nas escolas como mecanismos para afastar o preconceito.

1 de 16

Foto: Gibran Mendes
Foto: Gibran Mendes
Foto: Gibran Mendes
Foto: Gibran Mendes
Foto: Gibran Mendes
Foto: Gibran Mendes
Foto: Gibran Mendes
Foto: Leandro Taques
Foto: Gibran Mendes
Foto: Gibran Mendes
Foto: Gibran Mendes
Foto: Gibran Mendes
Foto: Gibran Mendes
Foto: Gibran Mendes
Foto: Gibran Mendes
Foto: Leandro Taques

CMEIs e escolas sofrem com defasagem de profissionais

Falta de professores, CMEIs com estruturas defasadas e, agora, mais um grande problema encontrado na educação pública da cidade inteligente. A Secretaria de Educação de Curitiba tem feito o dimensionamento dos profissionais que atuam nas escolas especiais, ou seja, vem

Leia mais »