Nota do Sismuc. Com reajuste zero, Greca penaliza todos os servidores

Todos recordam. O pacote de ajuste fiscal foi aplicado pelo
prefeito Rafael Greca (PMN) no primeiro semestre do ano, sem debate com os
servidores e fazendo uso de força policial durante aprovação do pacote na Ópera
de Arame.

De acordo com um dos projetos, o reajuste salarial dos
servidores públicos foi postergado de 31 de março para o dia 31 de outubro de
2017 (terça).

Perto da data limite, houve apenas duas reuniões, em cima da
hora, na qual a prefeitura informou que o reajuste, no projeto enviado à Câmara, seria igual a zero.

O argumento de manutenção da crise financeira, a exemplo de
outras cidades, desconsidera outras fontes de receita que a gestão passou a
ter.

A lista de beneficiários de Greca é extensa. Enquanto nossos
servidores são penalizados com 38% de perdas salariais, em um período anterior
marcado pelo aumento de preços do gás, gasolina e energia, as empresas
terceirizadas tiveram reajuste renovado.

Sabe-se também que novos impostos passam por aumento e
renovação, caso do Imposto sobre a Transmissão de Bens Imóveis (ITBI) que pode
reverter até R$ 16,8 milhões para o município, a desvinculação do imposto sobre
a coleta de lixo, além de novos recursos garantidos com o aumento da alíquota
da previdência dos servidores.

Não comemos ou mastigamos asfalto, queremos nossas condições dignas
de vida! No histórico da prefeitura, sempre houve apresentação de algum índice,
ainda que menor que a inflação. A atitude do prefeito é um insulto!

Vamos manter a luta por uma verdadeira democracia, na qual os
trabalhadores não fiquem em último lugar nas decisões políticas.

Vamos manter a luta pelos direitos de que quem constrói essa
cidade e está vendo os serviços públicos cada vez mais sucateados!

15 de maio – Dia do/da Assistente Social

No Dia do Assistente Social, reconhecemos o papel crucial desses profissionais na construção de uma sociedade mais justa e inclusiva. Seu trabalho é fundamental para garantir que todos tenham acesso aos seus direitos básicos e vivam com dignidade. Vamos valorizar

Leia mais »