Sismuc oferece aulas de dança afro aos sábados

 A partir desse sábado(16), o Sismuc vai oferecer aulas de dança afro para os servidores e para a comunidade de Curitiba. A atividade vai trabalhar expressões como puxada de rede, samba de roda, maculelê, dança dos orixás, ritmos dos blocos afro e de afoxés de Salvador. As aulas serão ministradas pelo coordenador de Raça do Sismuc, Dermeval Silva, e os encontros serão realizados no auditório do sindicato (Rua Monsenhor Senhor, 225, 2º andar).

Segundo Dermeval,  especialista em História e Cultura Africana e Afrobrasileira e graduado em dança pela Faculdade de Artes do Paraná (FAP),  o objetivo é trabalhar as várias expressões artísticas e corporais que fazem parte do universo cultural da população negra.
 “Além do Curso de formação que já ofertamos de 15 em 15 dias para os servidores e público em geral, o “Negritude, Branquitude e Novos Olhares”, por meio das aulas de dança afro vamos poder resgatar também o legado cultural dos povos africanos que compõem a nossa identidade nacional. A dança é mais uma dessas heranças e a capoeira, mais que expressão corporal, é um exemplo de resistência, que atravessou mais de quatro séculos e ainda permanece viva”, explica o coordenador que que também é o idealizador e organizador do evento.
Capoeira e Jongo
Neste primeiro encontro, os convidados são Rodrigo Barril – instrutor do grupo de capoeira Baoba e orientador em Esporte e Lazer na Secretaria Municipal de Esporte, Lazer e Juventude(Smelj) – e André Daniel, ator da Companhia de Teatro Filhos da Lua, arte-educador na empresa Casa Labirinto e brincante na empresa Grupo Baguetá. Ambos vão oferecer oficinas de capoeira e jongo.

15 de maio – Dia do/da Assistente Social

No Dia do Assistente Social, reconhecemos o papel crucial desses profissionais na construção de uma sociedade mais justa e inclusiva. Seu trabalho é fundamental para garantir que todos tenham acesso aos seus direitos básicos e vivam com dignidade. Vamos valorizar

Leia mais »