Servidores retomam greve e ampliam pressão na Ópera de Arame contra pacotaço

Com o objetivo pacífico de organizar os trabalhadores para cobrar dos vereadores um posicionamento em defesa da cidade e dos serviços públicos, o comando de greve unificado dos servidores municipais deliberou pela vigília na Ópera de Arame a partir das 18h deste domingo(25). O local, definido por 21 parlamentares em sessão extraordinária da Câmara dos Vereadores de Curitiba(CMC) realizada ontem, vai abrigar a sessão que deve votar o pacotaço do prefeito Rafael Greca na próxima segunda-feira(26). 

Além da vigília, os trabalhadores e trabalhadoras que vão acompanhar a sessão estarão concentrados no parque São Lourenço a partir das 7h com o objetivo de impedir que seus direitos sejam retirados.

Servidores resistem
A pressão aumenta contra a votação dos projetos do Pacote de Maldades de Greca que atacam a democracia e já foram considerados inconstitucionais por organismos das três instâncias do poder. No entendimento do Sismuc, a transferência de local é uma manobra para tentar aprovar projetos que sequer foram discutidos com os servidores.

Rafael Greca não recebeu os sindicatos nenhuma vez desde que assumiu o seu mandato. Pelo contrário, o líder do seu governo na Câmara Pier Petruzziello e vereadores da base aliada aprovaram a tramitação em regime de urgência.

Esconder o 29 de abril

Em reunião realizada ontem(23) na Secretário de Segurança Pública do Estado do Paraná(Sesp-PR), o secretário da pasta, Wagner Mesquita,rejeitou a proposta de realizar a sessão dos vereadores no plenário da Assembleia Legislativa do Paraná(Alep), alegando que aquela Casa carregava o “estigma” do 29 de abril. A data ficou marcada pelo massacre dos professores estaduais pela PM do governo Beto Richa, quando da votação que retirava 2 bilhões de reais do ParanáPrevidência.

Agenda
25 de junho (domingo)  |  Vigília a partir das 18h na Ópera de Arame
local: Rua João Gava, 874 – Abranches.

26 de junho ( segunda-feira) | Concentração dos servidores a partir das 7h
Local: Parque São Lourenço ( Rua Mateus Leme, s/n).

Transporte
Os sindicatos que representam as carreiras dos servidores – Sismuc, Sigmuc e Sismmac e Sinfisco  – vão disponilizar vans para levar os trabalhadores do Terminal do Cabral até o Parque São Lourenço. O translado iniciará às 6h30.

Nota de pesar José Haroldo Ludewig

É com profundo pesar que recebemos a notícia do falecimento de José Haroldo Ludewig, servidor que dedicou parte significativa de sua vida ao serviço público. José iniciou sua jornada como Auxiliar de Serviços Escolares em 2012, na Escola CEI Lina

Leia mais »