Em reunião de representantes de base, Dieese apresenta impactos do ajuste fiscal

As duas turmas do Coletivo de Representantes por local de trabalho do Sismuc(OLT) vão se reunir no próximo dia 06 de junho, das 9 às 12h e das 14 às 18 h, e debater com a assessoria técnica do Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese) os impactos do pacotaço de Rafael Greca sobre a vida dos servidores.

O objetivo da reunião, segundo o coordenador de Formação e Estudos Socioeconômicos, Juliano Rodrigo Marques Soares, é mostrar que o descumprimento da legislação referente ao pagamento da data base atinge todos os servidores atinge todos os servidores. “Queremos que os servidores vejam que já estão perdendo mesmo com os projetos tramitando na câmara dos vereadores”, destaca.

O processo da tramitação dos projetos de lei na Câmara também será exposto na reunião. O mandato da vereadora professora Josete, a convite do Sismuc, envia um dos seus assessores para explicar a movimentação interna dos PL’s dentro da Casa e a correlação de força. “Estamos lutando para que os vereadores se posicionaram contrários ao projeto e que a proposta seja devolvida ao executivo”, declara Juliano Soares.

Para a coordenadora de coordenadora de Organização por Local de Trabalho, Cathia Regina Pinto de Almeida, as estratégias e os planos de ação para o momento são de grande importância, pois vai garantir a mobilização dos servidores em seus locais de trabalho. “Precisamos conscientizar aqueles que não estão ativamente no processo de luta, mas que estão acompanhando a nossa mobilização contra o pacotaço do prefeito Rafael Greca. Muitos colegas afirmam que veem nossas ações pelas mídias. Mas não basta nos pautarmos pelas mídias sociais, pois nem todas conhecem a luta dos servidores e o mais importante, muitos não têm interesse de defender a classe trabalhadora”, argumenta Cathia.

Cathia finaliza explicando que a proposta do encontro de amanhã é avaliar as perdas, mas também as próprias ações sindicais. Ela explica que um passo importante do momento é a reorganização da base e fazer os devidos esclarecimentos aos servidores que são representantes do Sismuc em seus locais de trabalho. “É necessário que o servidor tenha o conhecimento claro dos direitos que estão sendo retirados dele. E ele também tem de entender que o seu familiar também não está fora do pacotaço de Greca, pois os aumentos de impostos como o ITBI e cobrança na tarifa de lixo atingem todos os contribuintes e moradores de Curitiba”, finaliza.

Nota de pesar José Haroldo Ludewig

É com profundo pesar que recebemos a notícia do falecimento de José Haroldo Ludewig, servidor que dedicou parte significativa de sua vida ao serviço público. José iniciou sua jornada como Auxiliar de Serviços Escolares em 2012, na Escola CEI Lina

Leia mais »