Tarifa de R$4,25 torna Curitiba a capital com passagem de ônibus mais cara do país

A partir desta segunda-feira, 6 de fevereiro, a população usuária do transporte coletivo em Curitiba paga 14,9% a mais no preço da tarifa. O aumento foi divulgado pela prefeitura na última sexta-feira (3) e a passagem passou de R$ 3,70 para R$ 4,25. Em protesto, movimentos sociais de Curitiba e Região Metropolitana organizam ato contra o aumento da tarifa. A atividade acontece hoje(06), às 18h30, na Praça 19 de dezembro.

A gestão do prefeito Rafael Greca (PMN) também decidiu extinguir a tarifa “domingueira”, que passará dos atuais R$ 2,50 para o mesmo valor dos demais dias da semana. A linha Circular Centro subirá de R$ 3,00 para R$ 3,50 e da Linha Turismo de R$ 40,00 para R$ 45,00.

O aumento da tarifa torna Curitiba a capital com passagem de ônibus mais cara do Brasil. O reajuste segue uma tendência de restrições ao direito à cidade em várias capitais do Brasil desde a virada do ano. Em Florianópolis, além do aumento de 11%, o Legislativo aprovou a limitação do uso do passe estudantil para 60 passagens por mês. A integração entre o metrô e o trem em São Paulo aumentou de R$ 5,92 para R$ 6,80, e em Belo Horizonte a tarifa do ônibus subiu 35 centavos.

 Contra o aumento – Pouco mais de duas horas depois do anúncio do aumento, a Frente de Luta pelo Transporte de Curitiba e a articulação CWB Resiste divulgaram o chamado para um ato contra o reajuste. A mobilização é convocada para esta segunda-feira (6), às 18h30, na Praça 19 de Dezembro, centro da cidade.

Empresas e prefeitura – Em nota, a prefeitura argumenta que o aumento é necessário para “recompor o equilíbrio econômico-financeiro do sistema de transporte público e permite a retomada de investimentos que tragam melhorias para os passageiros”.

De acordo com nota do Sindicato das Empresas de Ônibus de Curitiba e Região Metropolitana (Setransp), a elevação da tarifa não altera a remuneração das empresas, que atualmente é de R$ 3,6653 por passageiro pagante. A data-base para reajuste da tarifa técnica é dia 26 de fevereiro.

Com informações de movimentos sociais 

Nota de pesar José Haroldo Ludewig

É com profundo pesar que recebemos a notícia do falecimento de José Haroldo Ludewig, servidor que dedicou parte significativa de sua vida ao serviço público. José iniciou sua jornada como Auxiliar de Serviços Escolares em 2012, na Escola CEI Lina

Leia mais »