Municipais de São Mateus do Sul entregam documentação no Ministério do Trabalho

Os representantes do Sindicato dos Servidores Municipais de
São Mateus do Sul (SindiServidores) estiveram em Curitiba para entregar
documentação ao Ministério Público do Trabalho e Emprego. A expectativa é de
que a carta sindical que regulariza a representação dos municipais na cidade
seja homologada em aproximadamente quatro meses. Enquanto isso, a categoria se
prepara para a Campanha de Lutas 2017. A expectativa é ser recebido pelo
prefeito Luiz Adyr nos próximos dias.

A documentação com as informações solicitando a
regularização sindical foi entregue ao Ministério Público do Trabalho e Emprego
no dia 18 de janeiro. É mais um passo para que o Sindiservidores se consolide
legalmente como representante dos municipais de São Mateus do Sul. De acordo
com André Vagner Lacerda, secretário de assuntos jurídicos do SindiServidores,
não se tem medido esforços para conseguir a carta sindical. “É uma realização
muito importante para os servidores municipais de São Mateus do Sul. O
sindicato foi fundado em 2003, mas ainda não obtém a carta sindical”, esclarece
Lacerda.

De acordo com o secretário, a documentação está sendo
analisada pelo governo. A expectativa é
que o registro ocorra em quatro meses. Independente disso, a entidade segue
representando a categoria. “A representação ocorre desde a fundação do
sindicato. Agora, estamos consolidando apenas a personalidade sindical”,
complementa.

Nos próximos dias, o Sindiservidores espera ser recebido
pelo prefeito Luiz Adyr, que ocupa o cargo pela quarta vez. Diante do cenário
de crise econômica, o SindiServidores buscar evitar danos financeiros para sua
base. “É uma nova gestão, mas com o prefeito em quarto mandato. Nós estamos
acompanhando as contas municipais e vamos lutar pelo direito dos servidores.
Temos uma mesa de negociação na próxima semana com o prefeito e queremos pelo
menos o repasse da inflação”, negocia.

Além do secretário jurídico, esteve em Curitiba o advogado
Jeferson Sirena, o presidente Rafael Camargo e Elois Alexandre, secretário geral. A regularização do
Sindiservidores conta com o apoio da Fessmuc.

CMEIs e escolas sofrem com defasagem de profissionais

Falta de professores, CMEIs com estruturas defasadas e, agora, mais um grande problema encontrado na educação pública da cidade inteligente. A Secretaria de Educação de Curitiba tem feito o dimensionamento dos profissionais que atuam nas escolas especiais, ou seja, vem

Leia mais »