Educadores devem preparar relatório apontando chefias que realizaram assédio

Representantes dos cmei’s de Curitiba relataram os principais problemas dos locais de trabalho aos representantes da Secretaria de Educação. A reunião realizada hoje, na sede do Sismuc, é resultado do acordo aprovado em mesa de negociação, quando a greve de novembro foi suspensa. 

Dentre as principais questões apontadas pelos servidores está o autoritarismo de muitos diretores e chefes de núcleo. Os educadores apontam o assédio moral realizado pelas chefias para evitar que a categoria realizasse a greve. Anotações em ata, impedimento para que dirigentes do sindicato entrassem nos cmei’s, acusações de vandalismo, visitas de pessoas dos núcleos após a greve e ameaças de desconto dos dias parados estão entre as questões apontadas. O comportamento de parte das chefias contraria o que havia sido prometido na última negociação, quando se garantiu que os grevistas não seriam punidos.

A chefe do departamento de educação infantil da Secretaria de Educação, Maria da Glória, negou que houvesse qualquer orientação nesse sentido aos diretores e chefes de núcleo. 


A diretoria do Sismuc orienta os educadores a prepararem um relatório constando o nome das pessoas que realizaram assédio e uma descrição dos acontecimentos para serem encaminhadas à Secretaria. O objetivo é garantir que os assediadores sejam investigados e punidos. O relatório deverá ser entregue no dia 13, durante a assembleia da categoria. Os documentos serão protocolados diretamente à secretaria pelo sindicato.


Mais
Além do assédio durante a greve, os educadores também apontaram uma série de outras questões que são problemáticas. Pode-se listar a ausência das anotações das horas extras e da hora-atividade, dificuldade para realização de tratamento de saúde, escala para abertura e fechamento de cmei’s, além da execução de outras tarefas que não são de responsabilidade dos educadores.


Estas questões, segundo Maria, estão em debate pela secretaria e uma parte delas deve ser resolvida com a nomeação de novos educadores. Porém ela disse que os encaminhamentos devem ser feitos apenas após abril, já que o concurso público para novas contratações será realizado apenas em março.


Para os diretores do Sismuc, a eleição de diretores seria um passo fundamental para garantir a democratização dos locais de trabalho.
 

15 de maio – Dia do/da Assistente Social

No Dia do Assistente Social, reconhecemos o papel crucial desses profissionais na construção de uma sociedade mais justa e inclusiva. Seu trabalho é fundamental para garantir que todos tenham acesso aos seus direitos básicos e vivam com dignidade. Vamos valorizar

Leia mais »