Paralisação em cmei’s reivindica gratificação de difícil provimento

Cerca de 40 educadores dos Centros Municipais de Educação Infantil (Cmei’s) Maria Gracita Gonçalves e Jornalista Juril Carnasciali, no Tatuquara, paralisarão suas atividades por 50 minutos neste dia 27. O protesto marca a luta dos servidores pelo difícil provimento, uma gratificação paga aos profissionais que atuam em locais distantes ou de difícil acesso.

Para Cathia Regina Almeida, coordenadora do Sismuc, o prefeito Gustavo Fruet deve cumprir a promessa da gestão anterior. “Não pagar o difícil provimento para estes trabalhadores é continuar dando as costas para a educação infantil”, diz ela.

Os valores variam de 10 a 30% de gratificação e já são pagas aos educadores de todos os outros cmei’s do bairro. Os pais estão sendo chamados para apoiar a atividade e podem ligar para o 156, colaborando para a luta de quem educa seus filhos. As crianças serão recebidas normalmente e os educadores farão uma escala de revezamento para garantir o atendimento. A paralisação inicia às 7 horas. Cerca de 400 crianças são atendidas nos dois cmei’s.
 

15 de maio – Dia do/da Assistente Social

No Dia do Assistente Social, reconhecemos o papel crucial desses profissionais na construção de uma sociedade mais justa e inclusiva. Seu trabalho é fundamental para garantir que todos tenham acesso aos seus direitos básicos e vivam com dignidade. Vamos valorizar

Leia mais »