Notícias

Imprimir
  • 11/06/2021 Fundações

    Vitória: SMS começa a organizar vacinação para servidores da FAS

    Vitória: SMS começa a organizar vacinação para servidores da FAS
    Arte: Ctrl S
    Esta vacinação é uma conquista mas ainda precisamos continuar firmes na luta para que aconteça para todos trabalhadores do SUAS, incluindo os terceirizados
    Depois de muita pressão e mobilização dos servidores junto com o SISMUC para cobrar a vacinação já, a Prefeitura de Curitiba começou, oficialmente, a vacinar todos os servidores da Fundação de Ação Social (FAS) contra a Covid-19. Em nota divulgada no site da Prefeitura na quarta-feira (9) a gestão informa que a imunização está ocorrendo em dez pontos de vacinação, de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h. 

    Vacinação já para os terceirizados

    Apesar da vacinação ter sido organizada para os servidores da FAS, os trabalhadores terceirizados como motoristas, cozinheiras, auxiliares de serviços gerais não foram contemplados, e em algumas regionais não foram incluídos na vacinação. Uma vez que trabalham junto com os servidores e correm os mesmos riscos de contaminação é urgente que eles também sejam incluídos.

    Seguimos firmes cobrando para garantir a vacinação de todos trabalhadores do SUAS e demais trabalhadores que estão na linha de frente. Não aceitaremos perder mais ninguém.


    Esta vacinação é uma conquista, mas ainda precisamos continuar firmes na luta para que a imunização aconteça para todos trabalhadores do Sistema Único de Assistência Social (SUAS), incluindo os terceirizados. São trabalhadores que atuam em uma atividade essencial, linha de frente no enfrentamento da pandemia e que não parou. 

    Pontos fixos de vacinação contra covid-19 para os profissionais da FAS

    Das 8h às 17h, de segunda a sexta-feira

    Matriz
    US Ouvidor Pardinho
    Rua 24 de Maio, 807 - Praça Ouvidor Pardinho

    Bairro Novo
    US Parigot de Souza
    Rua João Eloy de Souza, 111 – Sítio Cercado

    Boa Vista
    Centro de Esporte e Lazer Avelino Vieira
    Rua Guilherme Ihlenfeldt, 233 – Bacacheri

    Boqueirão
    US Jardim Paranaense
    Rua Pedro Nabosne, 57 - Alto Boqueirão

    Cajuru
    US Uberaba
    Rua Cap. Leônidas Marques, 1.392 – Uberaba

    CIC
    Clube da Gente CIC
    Rua Hilda Cadilhe de Oliveira

    Pinheirinho
    US Aurora
    Rua Theofhilo Mansur, 500 – Novo Mundo

    Portão
    Rua da Cidadania do Fazendinha
    Rua Carlos Klemtz, 1.700

    Santa Felicidade
    US Pinheiros
    Rua Joanna Emma Dalpozzo Zardo, 370 - Santa Felicidade

    Tatuquara
    Rua da Cidadania do Tatuquara
    Rua Olivardo Konoroski Bueno, s/n


    A Prefeitura tinha iniciado, há algumas semanas, uma vacinação na surdina, com o que sobrava das vacinas do dia. Embora estivesse protegendo os trabalhadores, a medida não tinha definição clara dos critérios para prioridade na imunização, o que feria os princípios de isonomia entre os trabalhadores e de transparência na administração pública.

    Após assembleia realizada pelos trabalhadores da FAS, a pressão do Sindicato em diferentes espaços em conjunto com os trabalhadores para que a Prefeitura realizasse a vacinação da assistência social se intensificou. Agora, finalmente a Secretaria Municipal de Saúde (SMS) organizou a vacinação. Infelizmente esta conquista para a categoria chegou com atraso para alguns servidores da FAS que vieram a óbito esta semana (leia aqui), vítimas do novo coronavírus.

    Pontos de vacinação

    A vacinação dos servidores da FAS está acontecendo em 10 locais, e o profissional deve se dirigir ao ponto de vacinação da região onde está a unidade em que ele trabalha. É necessário levar uma declaração fornecida pela FAS e um documento que comprove a vinculação ativa do trabalhador com o estabelecimento (carteira de trabalho, contracheque, crachá profissional).

    A declaração fornecida deve seguir o modelo disponibilizado pela Secretaria Municipal da Saúde (SMS) e precisa ser assinada e carimbada pelo responsável técnico, que representa a unidade da FAS perante o distrito sanitário da região.Confira ao lado os endereços dos pontos de vacinação.

    Luta pela vacinação


    Apesar do decreto do governo federal nº 10.282/2020 reconhecer que os trabalhadores da assistência social e atendimento à população em situação de vulnerabilidade são essenciais e serem elencados logo após os trabalhadores do Sistema Único de Saúde (SMS), o Plano Nacional de Vacinação do Ministério da Saúde não incluiu a categoria nos grupos prioritários para imunização. E em Curitiba, Greca resolveu seguir a política genocida de Bolsonaro e retirou os trabalhadores da assistência social do lugar que ocupavam no plano municipal, ainda no início da vacinação.

    Esta vacinação é uma conquista e um passo de proteção importante. Garante maior segurança para a atividade presencial dos servidores que atendem os mais vulneráveis da sociedade. Entretanto, a pandemia continua, e a proteção não pode parar por aí! Os trabalhadores da FAS devem ser vistos como linha de frente e por isso, equipamentos de proteção individual (EPI) adequados são necessários para garantir a segurança.

    Por isso, temos cobrado para que todos os trabalhadores recebam máscaras descartáveis tripla camada e máscaras PFF2.

    Se no seu local de trabalho as condições de proteção não estão sendo seguidas, denuncie de forma anônima a falta de EPIs enviando uma mensagem para o Fala, Servidor no (41) 99661-9335.

    Imprensa SISMUC
Voltar para o Índice

Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Curitiba
Rua Nunes Machado, 1577 - Rebouças, Curitiba - PR. CEP: 80220-070     Fone/Fax: (41) 3322-2475 | (41) 98407-4932     E-mail: sismuc@sismuc.org.br
Atendimento de segunda a sexta-feira das 8h às 18h.

DOHMS