Notícias

Imprimir
  • 03/12/2020 Fundações

    Fala, servidor: FAS mantém atendimentos presenciais em CREAS e coloca trabalhadores em risco

    Fala, servidor: FAS mantém atendimentos presenciais em CREAS e coloca trabalhadores em risco
    Arte: Ctrl S
    Medidas de proteção aos trabalhadores são insuficientes diante do aumento de casos fora de controle
    Apesar da bandeira laranja de alerta para a Covid-19 em vigência, serviços municipais que têm recomendação para priorizar o atendimento remoto estão sendo mantidos na forma presencial, o que, no mínimo, representa uma contradição da administração do desprefeito Rafael Greca.

    Por meio do canal Fala, Servidor, o SISMUC recebeu a denúncia de que estão sendo realizadas reuniões presenciais nos Centros de Referência Especializado de Assistência Social (CREAS) da Fundação de Assistência Social (FAS), com adolescentes em cumprimento de medidas socioeducativas e familiares, colocando em risco de contágio de Covid-19 servidores e familiares. As reuniões, que poderiam acontecer de forma remota, são para planejamento de medidas socioeducativas e acontecem com a presença de servidores e familiares em salas, que na maioria das vezes não permitem o distanciamento necessário, além do risco de contaminação durante o deslocamento.

    MPT faz recomendações para garantir segurança no local de trabalho

    Após denúncias dos sindicatos, o Ministério Público do Trabalho (MPT) disponibilizou nesta quarta-feira (2) uma série de recomendações em relação ao combate à Covid-19, que devem ser aplicadas imediatamente pela Prefeitura. O documento é resultado da luta conjunta! A partir das denúncias, o funcionalismo e os Sindicatos conseguiram mostrar que a gestão Greca tem descumprido uma série de protocolos que são necessários para manutenção da vida e da saúde dos trabalhadores. Com o apoio dos servidores, vamos fiscalizar para ver se as recomendações estão sendo cumprida. Se não estiver denuncie no Fala, Servidor pelo 41 99661-9335. Clique no veja mais para acessar o documento do MPT
    Veja mais

    Se a recomendação é para ficar em casa e manter distanciamento social, por que a própria gestão mantém atividades presenciais que poderiam ser feitas de forma remota?

    Na regulamentação das bandeiras amarela e laranja, está prevista a priorização do atendimento remoto para as equipes dos CREAS, o que vinha acontecendo desde o início da pandemia. Mas na última semana, mesmo com o aumento no número de novos casos de Covid-19 fora do controle e lotação nos hospitais, estão sendo realizadas reuniões presenciais e outras estão previstas.

    É uma situação desnecessária que contribui para o aumento de transmissão de casos e coloca em risco de contaminação os servidores e familiares. Como a Prefeitura pretende controlar a transmissão de Covid-19 se não restringe suas próprias atividades presenciais? Afinal, quanto vale a vida dos servidores para o desgoverno Greca?

    A mudança de bandeira parece ter sido mais uma ação de marketing e propaganda do desprefeito,afinal de contas, os grandes empresários, donos de shoppings e grandes lojas, não foram afetados e os servidores municipais continuam atuando presencialmente, mesmo em serviços que poderiam ser feitos de forma remota. No momento em que Curitiba mais precisa de restrição para controlar a pandemia, Greca mostra mais uma vez que sua prioridade está invertida, a vida e a saúde da população valem menos que a amizade dos grandes empresários.

    Chega de omissão por parte da gestão Greca, que nas redes sociais lamenta, chora e faz apelos à população, mas não toma as medidas básicas para proteger a vida dos trabalhadores!


    Imprensa SISMUC SISMMAC
Voltar para o Índice

Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Curitiba
Rua Nunes Machado, 1577 - Rebouças, Curitiba - PR. CEP: 80220-070     Fone/Fax: (41) 3322-2475 | (41) 98407-4932     E-mail: sismuc@sismuc.org.br
Atendimento de segunda a sexta-feira das 8h às 18h.

DOHMS