Notícias

Imprimir
  • 11/11/2020 Saúde

    Fala, servidor: servidores de unidade de saúde sofrem com a falta de trabalhadores nas equipes

    Fala, servidor: servidores de unidade de saúde sofrem com a falta de trabalhadores nas equipes
    Arte: Ctrl S
    Equipamento de saúde no Sabará está com equipe reduzida e sobrecarregada

    O descaso do desprefeito Rafael Greca com os servidores da Saúde foi uma das marcas da sua gestão. Com a terceirização da UPA CIC e a não reposição de servidores por meio de concurso público, as equipes estão se desdobrando como podem para dar conta do atendimento.

    A falta de servidores para completar o quadro de funcionários nos equipamentos municipais não é novidade e há muito tempo vem sendo denunciada pelo Sindicato. Na Unidade de Saúde Sabará, na região da CIC, a situação está tão crítica que uma equipe que era para ser de 16 trabalhadores está atendendo com apenas cinco técnicos de enfermagem. E essa equipe reduzida é responsável por fazer todo atendimento no equipamento, a começar pelos casos de Covid-19, passando pelas avaliações de rotina, aplicação de vacinas, e até visitas nas casas de pacientes com suspeita de coronavírus, inclusive algumas sendo feitas a pé, porque não há veículos para o transporte dos servidores. É uma situação que coloca os servidores em risco, ainda mais sem o apoio das chefias imediatas.

    A situação tem adoecido os servidores que se sentem sobrecarregados. Mesmo quando estão doentes devido às péssimas condições, muitos continuam trabalhando normalmente em consideração com os colegas que ficarão mais sobrecarregados. A promessa de contratação de trabalhadores pelo processo seletivo simplificado (PSS) não representa motivação para equipe, pois na maioria das vezes são trabalhadores sem experiência que precisam ser treinados. Quando eles aprendem as funções, acaba o contrato de trabalho e os servidores seguem sobrecarregados.

    A verdade é que a procura pelos serviços públicos tem aumentado sem aumentar as equipes para atendimento. Ao invés de promover concurso público para repor o quadro de funcionários, a administração do desprefeito Rafael Greca trabalhou para liberar a contratação de trabalhadores pelo PSS, processo que precariza as condições de trabalho.

    E os problemas não param por aí. Ainda há falta de medicamentos na unidade e situações de desrespeito de pacientes com os servidores públicos. É urgente que a gestão tome medidas para garantir condições de trabalho adequadas!

    A pandemia do novo coronavírus escancarou a situação de desmonte dos serviços públicos na área de saúde em Curitiba. As equipes que já estavam defasadas agora estão sobrecarregadas.

    É preciso dar um basta nesta situação. Os servidores públicos merecem valorização e respeito!

    Imprensa SISMUC
Voltar para o Índice

Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Curitiba
Rua Nunes Machado, 1577 - Rebouças, Curitiba - PR. CEP: 80220-070     Fone/Fax: (41) 3322-2475 | (41) 98407-4932     E-mail: sismuc@sismuc.org.br
Atendimento de segunda a sexta-feira das 8h às 18h.

DOHMS