Notícias

Imprimir
  • 13/02/2020 Saúde

    OS contrata técnicos de enfermagem com menores salários e maior carga horária

    OS contrata técnicos de enfermagem com menores salários e maior carga horária
    Arte: Ctrl S
    INCS publica edital para contrações precárias que abrem margem para redução salarial e retirada de direitos trabalhistas

    O Instituto Nacional de Ciências da Saúde (INCS), um dos grandes beneficiados do processo de terceirização da saúde em Curitiba, não perdeu tempo e já abriu contratações mais precárias através de Processo Seletivo Simplificado (PSS) para técnicos de enfermagem.

    O salário oferecido pela Organização Social (OS) é quase a metade do chamado “piso ético” da categoria. Já em relação ao funcionalismo a diferença é de mais de 400 reais. Muitos servidores podem achar a contratação desses profissionais uma solução para a sobrecarga de trabalho, porém, é importante lembrar que contratações mais precárias como as do INCS, abrem margem para redução salarial, não cumprimento do piso das categorias e redução de direitos trabalhistas.

    A administração costuma achar brechas para o não pagamento devido dos seus funcionários, com a terceirização essa brecha fica ainda maior. Os contratos cada vez mais precários impedem que os trabalhadores temporários possam reivindicar melhores salários e melhores condições de trabalho já que podem ser facilmente substituídos.

    Os grandes empresários se aproveitam dos milhões de desempregados no país para propor contratados descartáveis que não levam em consideração a necessidade real dos trabalhadores.

    O que é o piso salarial ético?

    O piso salarial ético tem como objetivo orientar as empresas privadas e o serviço público sobre o mínimo que a categoria deveria receber. Porém, esse piso não é regulamentado por Lei como previsto na constituição, sendo assim, nossa luta deve ser pelo aumento salarial dos profissionais da saúde e de todo o funcionalismo, para que o reajuste pago pela Prefeitura seja justo e contemple além da inflação, os valores de perdas históricas das categorias e o plano de carreira.
    Além disso, o edital publicado pelo INCS também não respeita a luta história dos técnicos de enfermagem e enfermeiros sobre às 30h semanais. Os trabalhadores da saúde tem uma grande carga emocional e física no cotidiano do seu trabalho, e por isso, em alguns locais, é reconhecido seu direito de trabalhar 30h semanais. Para manter seu lucro, o INCS exige que os técnicos de enfermagem trabalhem 44h semanais, prejudicando a saúde e aumentando o adoecimento desses profissionais.

    Para o desprefeito Rafael Greca esse é o plano perfeito para enfraquecer o funcionalismo, já que sem a reposição de pessoal através de concursos públicos, o desgoverno tenta colocar os trabalhadores um contra os outros, funcionalismo versus PSS.

    O momento é de união da classe trabalhadora, vamos mostrar para o desgoverno Greca que não aceitamos a terceirização dos serviços e que estamos unidos para avançar nos direitos trabalhistas que tem sido duramente retirado de nós.

    Em 2020 é vaza Greca, vaza Píer e vaza para toda a bancada do pacotaço!

    Imprensa SISMUC
Voltar para o Índice

Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Curitiba
Rua Nunes Machado, 1577 - Rebouças, Curitiba - PR. CEP: 80220-070     Fone/Fax: (41) 3322-2475 | (41) 98407-4932     E-mail: sismuc@sismuc.org.br
Atendimento de segunda a sexta-feira das 8h às 18h.

DOHMS