Notícias

Imprimir
  • 18/03/2022 Educação

    Rafael Greca está tirando os professores dos curitibinhas

    Rafael Greca está tirando os professores dos curitibinhas
    Com o número insuficiente de Professores de Educação Infantil nos CMEIs, aumenta o risco e a falta de segurança para as crianças, já que não há profissionais suficientes para atendê-las.

    Nós, Professores de Educação Infantil, vivenciamos por um longo período o trabalho remoto, esperando pelo nosso retorno presencial aos Centros Municipais de Educação Infantil (CMEIs).

    Mas, ao chegar o esperado momento, nos deparamos com o despreparo e a irresponsabilidade da Prefeitura Municipal de Curitiba (PMC), que não previu que com o encerramento dos contratos das Professoras de Educação Infantil, admitidas via Processo Seletivo Simplificado (PSS), nem que a aposentadoria e o falecimento de profissionais, iria afetar de maneira desastrosa a qualidade da educação, já que teríamos um efetivo reduzido de professores atendendo diversas turmas com números completos de crianças.

    Agora, com o nosso retorno, a Prefeitura está retirando as Professoras de Educação Infantil, com carga de 8 horas diárias de trabalho e transferindo essas profissionais para outros CMEIs Por conta da falta de professores de educação infantil a PMC abriu um novo edital e está fazendo a contratação de Professores Docência I, que ficam apenas 4 horas, para atender as salas de atividades do Pré I e II.

    Veja abaixo como essa situação afeta nós como Professores da Educação Infantil, mas também suas filhas e filhos atendidas nos CMEIs:

    - Com o número insuficiente de Professores de Educação Infantil nos CMEIs, aumenta o risco e a falta de segurança para as crianças, já que não há profissionais suficientes para atendê-las.

    - A contratação de Professores de Docência I via PSS é temporária, dura no máximo 2 anos. Isso aumenta a rotatividade de profissionais e impossibilita o desenvolvimento do trabalho pedagógico de qualidade com as crianças. Além de dificultar a organicidade interna da equipe.

    - A contratação de Professores de Docência I quebra o vínculo emocional, afetivo e de confiança que as crianças e a comunidade possuía com as Professoras de Educação Infantil, tendo em vista que essas professores atendiam por mais de 8 horas essas crianças e agora podem ser remanejados para outros CMEIs.

    - A Prefeitura de Curitiba coloca em risco a integridade física e emocional das Professoras de Educação Infantil e das crianças, desrespeita e não valoriza a educação infantil ao remanejar esses professores.

    Exigimos:

    1. O PSS não é a solução para a falta de profissionais nos CMEIs. Exigimos a realização imediata de concurso público com contingente suficiente para suprir a falta de Professoras de Educação Infantil nos Centros Municipais existentes e nos que serão inaugurados.

    2. Exigimos que a Prefeitura de Curitiba se comprometa em garantir a manutenção da vaga no Centro Municipal de Educação infantil onde os servidores estão lotados, inclusive para aqueles que possuírem laudo temporário, que forem remanejados.

    Você pode ajudar a garantir uma educação de qualidade para seus filhos e a segurança das Professoras de Educação Infantil nos CMEIs.

    Ligue para o número 156 ou entre em contato por meio do Chat no site (156.curitiba.pr.gov.br).
    Denuncie e exija da Prefeitura uma solução imediata para essa situação.

    A Educação Infantil de Curitiba pede, clama, grita por socorro…


    Imprensa Sismuc
Voltar para o Índice

Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Curitiba
Rua Nunes Machado, 1577 - Rebouças, Curitiba - PR. CEP: 80220-070     Fone/Fax: (41) 3322-2475 | (41) 98407-4932     E-mail: sismuc@sismuc.org.br
Atendimento de segunda a sexta-feira das 8h às 18h.

DOHMS