Notícias

Imprimir
  • 07/05/2021 Educação

    Dia do Inspetor Municipal: luta por vacina é pauta emergencial da categoria

    Dia do Inspetor Municipal: luta por vacina é pauta emergencial da categoria
    No mesmo dia, vereadora do Novo convoca audiência pública para defender o retorno às aulas presenciais mesmo sem vacina e sem controle da pandemia

    Desde 2007, a primeira sexta-feira de maio é celebrada como o dia das inspetoras e inspetores escolares do município. Infelizmente, há muito tempo a categoria não tem motivos para celebrar. E agora os desafios são ainda maiores!

    O apoio dos auxiliares de serviços escolares é fundamental para o desenvolvimento educacional de crianças e adolescentes. Com a pandemia esses trabalhadores tiveram que se reinventar e se adaptar a uma nova realidade de trabalho remoto, além das atividades presenciais para entrega dos kits pedagógicos e de alimentação com os demais trabalhadores da educação. Nesse momento desafiador, mais uma vez os auxiliares de serviços escolares fazem um trabalho fundamental para estudantes e familiares.

    Só que infelizmente o reconhecimento por parte da gestão municipal não vem na mesma medida. Antes da pandemia a categoria já enfrentava o descaso e a desvalorização. Em abril do ano passado, o SISMUC denunciou que 43% das escolas municipais funcionava com falta de auxiliares de serviços escolares. Ou seja, há muito tempo a realidade da categoria é de sobrecarga de trabalho e de desgaste, o que só se intensificou diante da dura realidade vivenciada na pandemia.

    Agora, a categoria também luta pela prioridade na vacinação e o retorno às aulas só quando os trabalhadores forem imunizados. É claro que os trabalhadores sentem falta dos sorrisos dos estudantes, de ouvir suas histórias e acompanhar de perto o desenvolvimento de centenas de estudantes. Mas, para isso é preciso ter segurança, afinal, a saúde da comunidade escolar está em primeiro lugar!

    Prova do descaso e desvalorização desses trabalhadores da educação é que coincidentemente, no mesmo dia dedicado a esses profissionais, uma audiência pública acontece na Câmara Municipal para discutir o retorno das aulas presenciais. Só que o debate tem cartas marcadas e a maioria dos convidados, muitos dos quais sequer conhecem a realidade de escolas e CMEIs municipais, defende o retorno das aulas mesmo antes da vacinação dos trabalhadores da educação e sem medidas de segurança necessários!

    A audiência foi uma iniciativa da vereadora Amália Tortato (Novo), uma das autoras da proposta que transformou a educação em serviço essencial e que também buscava obrigar escolas e CMEIs a continuarem abertos mesmo em caso de surto de Covid-19 ou agravamento da pandemia. O SISMUC e o SISMMAC fizeram falas na audiência reforçando a luta dos trabalhadores pelo retorno das atividades presenciais só com vacina!

    Ou seja, o dia do inspetor escolar municipal é mais uma data para relembrar os desafios enfrentados pela categoria e convocar os servidores à luta. Unidos somos fortes!

    Contra a Reforma da Previdência

    Para além da luta pela vacinação, os auxiliares de serviços escolares, assim como os demais servidores municipais, também enfrentam os desmontes e os ataques dos governos Greca e Bolsonaro. No cenário atual, a categoria se junta à luta contra a Reforma Administrativa, pois só com o fortalecimento dos serviços públicos, a valorização dos serviços públicos e a contratação via concurso público podemos avançar na promoção da educação de qualidade.

Voltar para o Índice

Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Curitiba
Rua Nunes Machado, 1577 - Rebouças, Curitiba - PR. CEP: 80220-070     Fone/Fax: (41) 3322-2475 | (41) 98407-4932     E-mail: sismuc@sismuc.org.br
Atendimento de segunda a sexta-feira das 8h às 18h.

DOHMS