Notícias

Imprimir
  • 16/06/2020 Educação

    Aulas presenciais da rede municipal seguem suspensas até 2 de agosto

    Aulas presenciais da rede municipal seguem suspensas até 2 de agosto
    Arte: Ctrl S
    Falta debate da gestão para suspensão do calendário escolar

    As aulas presenciais da rede municipal de ensino foram suspensas por mais um mês, conforme alteração no decreto 779/2020, publicada nesta segunda-feira, 15 de junho. Agora, as atividades pedagógicas presenciais estão suspensas até o dia 2 de agosto.

    A alteração também prevê que atividades de formação continuada e da semana de estudos pedagógicos sejam realizadas a distância. No entanto, a Prefeitura ainda não deu informações de como esse evento será realizado remotamente.

    Este é o quarto decreto que trata da suspensão das aulas presenciais desde o início do estado de emergência no município, situação que restringiu as atividades presenciais em toda cidade. O último decreto previa o retorno em 2 de julho.

    Com o crescimento acelerado do número de casos e risco sério de colapso no sistema de saúde, adiar o retorno das aulas presenciais era uma medida urgente e necessária. Porém, mais uma vez essa medida é tomada sem diálogo com os trabalhadores da educação.

    Esse é o momento de debater a suspensão do calendário escolar e flexibilização das 800 horas. Afinal, a educação pública não pode ser mantida nesse faz-de-conta em que a preocupação de vencer a carga horária se sobrepõe à qualidade da educação e à preocupação com a saúde mental dos trabalhadores e estudantes.

    Sindicatos exigem reunião com SME

    O decreto 779/2020 também prevê que atividades de gestão podem ser desenvolvidas pelos gestores nas unidades de acordo com determinações da Secretaria Municipal da Educação (SME). No entanto, as entregas e recolhimento das atividades complementares e a convocação das direções das unidades escolares para comparecer em dias alternados em suas unidades para viabilizar a higienização são contrárias à restrição do funcionamento geral dos espaços da cidade, previstas no Dec. 774/2020.

    Por isso, as direções do SISMUC e do SISMMAC enviaram um ofício nesta segunda-feira (15) solicitando uma reunião com a SME debater a melhor forma de organizar a limpeza das unidades e exigir a suspensão da entrega presencial das atividades complementares para que não se agrave mais ainda o quadro de contaminação em Curitiba.

    Imprensa SISMUC e SISMMAC
Voltar para o Índice

Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Curitiba
Rua Nunes Machado, 1577 - Rebouças, Curitiba - PR. CEP: 80220-070     Fone/Fax: (41) 3322-2475 | (41) 98407-4932     E-mail: sismuc@sismuc.org.br
Atendimento de segunda a sexta-feira das 8h às 18h.

DOHMS