Notícias

Imprimir
  • 07/08/2014 Educação

    Greve dos Educadores repercute em conquistas no Plano de Carreira

    Greve dos Educadores repercute em conquistas no Plano de Carreira
    Educadores conquistam avanços em mesa de negociação. Foto: Phil Batiuk
    Em mesa de negociação, dezenas de pontuações trazidas pelo Sismuc foram incorporadas.

    Hoje vai entrar para a história como o dia em que a Greve dos Educadores reverteu em, literalmente, dezenas de conquistas no Plano de Carreira da categoria. Na mesa de hoje, é difícil apontar o principal avanço, pois das 21 dúvidas trazidas pelo Sismuc apenas duas não foram consensuadas. Já as conquistas foram várias: a readaptação profissional na mesma área foi uma delas, inclusive com direito a aposentadoria especial, como é no plano do magistério. A questão da aposentadoria especial em si também teve sinalização positiva, mas ainda depende da análise dos documentos entregues hoje, que comprovam práticas pedagógicas entre a década de 1980 e 2006. Ainda, ficou acordado que o plano de carreira vai contemplar os 33% de hora atividade.


    Todas essas conquistas, e outras, são frutos da organização dos trabalhadores, que iniciaram um processo de mobilização que resultou na greve. Nas assembleias, a categoria se manteve afinada com o sindicato, que negociou as conquistas em mesa. Entretanto, é importante que educadores se mantenham atualizados e mobilizados e que participem da assembleia que está marcada para 17 de julho. Principalmente porque no dia 14 a Prefeitura vai entregar a nova minuta que, se tudo correr conforme o que foi acertado hoje, trará os avanços conquistados na mesa.

    "Esse é o plano de carreira mais avançado na gestão municipal. E isso só é verdade porque ele foi construído coletivamente, tanto com base nos estudos realizados pela categoria, como nas mesas de negociação e, em especial, por causa da pressão do movimento grevista", afirma Ana Paula Cozzolino, coordenadora geral do Sismuc. E, quanto às pautas em que não houve avanço, ainda é possível resolver muita coisa ponto a ponto antes do fim do recesso do legislativo, que vai até 4 de agosto. Ainda assim, a negociação não acaba na gestão. Mesmo com o projeto na Câmara de Vereadores, é essencial que os educadores se mantenham mobilizados para pressionar os parlamentares por ainda mais avanços.
     
     
    Phillipe Trindade
Voltar para o Índice

Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Curitiba
Rua Nunes Machado, 1577 - Rebouças, Curitiba - PR. CEP: 80220-070     Fone/Fax: (41) 3322-2475 | (41) 98407-4932     E-mail: sismuc@sismuc.org.br
Atendimento de segunda a sexta-feira das 8h às 18h.

DOHMS