Notícias

Imprimir
  • 19/11/2021 Educação

    Fala, servidor: trabalhadores do CMEI Hermes Macedo vivem situação extrema

    Fala, servidor: trabalhadores do CMEI Hermes Macedo vivem situação extrema
    Arte: CTRL S
    O SISMUC e os servidores cobraram uma solução junto à secretaria de Educação

    Trabalhadoras e trabalhadores do CMEI Hermes Macedo têm vivenciado um ambiente de trabalho extremamente adoecedor nos últimos meses. A postura autoritária da direção tem causado conflitos entre a equipe, problema que se soma à falta de trabalhadores na unidade.

    Os servidores relatam que os problemas ocorrem desde o retorno às atividades presenciais, no entanto, a demora da secretaria da educação em resolvê-los, mesmo com as insistentes reivindicações dos trabalhadores, contribuiu para que a situação chegasse a um ponto extremo.

    Entre as graves situações enfrentadas, está a prática de professores ficarem sozinhos por longos períodos com as turmas de Pré II, o que vai contra as orientações da própria secretaria de Educação. Até mesmo trabalhadores da limpeza chegaram a assumir turmas por um período, tendo que arcar com as consequências caso algo venha a acontecer com as turmas durante esse período.

    A comunicação oficial com a equipe do CMEI está em desacordo com as orientações, já que a direção tem usado o whatsapp para repasse de informações oficiais, quando o correto seria protocolo escrito em caderno próprio e reuniões de equipe.

    Os problemas se agravaram ainda mais nos últimos meses, resultado da omissão e demora da secretaria de educação. A gota d’água aconteceu no dia do diretor escolar (12/11), quando foi realizada uma homenagem à diretora que durou aproximadamente duas horas e da qual parte dos servidores foram deixados de fora. De acordo com uma das próprias organizadoras, porque não tinham afinidade com a direção. Esse tipo de prática de assédio moral favorece ainda mais o adoecimento dos trabalhadores do local.

    O SISMUC também interveio junto à secretaria de Educação, a fim de cobrar uma solução para a situação. Após muita pressão dos trabalhadores e do sindicato, uma reunião com a diretora do departamento de Educação Infantil e a chefe do Núcleo Regional do Tatuquara aconteceu nesta quinta-feira (18). As reuniões foram feitas em três grupos, com início 9h às 15h30, contemplando todos os trabalhadores da unidade, com registro em ata por parte do departamento da educação infantil.

    Todos os problemas vivenciados foram relatados pelos trabalhadores durante a reunião, mas a avaliação é de que o encontro foi pouco resolutivo. O Núcleo mostrou a intenção de acompanhar a situação no CMEI e deu orientações à direção para que adote uma postura de apaziguar os conflitos. Mas, na prática, pouca coisa foi solucionada.

    Logo após o término da reunião, houve um momento de celebração da direção com apenas uma parte da equipe, reforçando o clima de polarização do CMEI. O que mostra também que a situação está longe de ser solucionada.

    Não há clareza em como será o acompanhamento, nem prazos para nova reunião. Os servidores temem que os problemas continuem e que a omissão por parte da secretaria de educação permaneça. Os trabalhadores da educação exigem respeito e uma ação efetiva da Secretaria para que os conflitos sejam resolvidos e não jogados para debaixo do tapete, como tem sido a postura de algumas direções de CMEIs e da própria Secretaria.

    Professoras e professores de educação infantil de outras unidades que enfrentarem situações semelhantes, podem procurar o sindicato para ajudarmos a solucionar as questões. Seguimos firmes na luta pelos direitos dos trabalhadores!

Voltar para o Índice

Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Curitiba
Rua Nunes Machado, 1577 - Rebouças, Curitiba - PR. CEP: 80220-070     Fone/Fax: (41) 3322-2475 | (41) 98407-4932     E-mail: sismuc@sismuc.org.br
Atendimento de segunda a sexta-feira das 8h às 18h.

DOHMS