Notícias

Imprimir
  • 07/07/2021 Educação

    Licença-prêmio negada: peça reavaliação e transparência nos critérios

    Licença-prêmio negada: peça reavaliação e transparência nos critérios
    Arte: Ctrl S
    Sindicatos já questionaram critérios usados e orientam servidores a enviar pedido de reconsideração por e-mail

    As licenças-prêmio do segundo semestre começam no dia 19 de julho. Entretanto, o SISMMAC e o SISMUC receberam informações de unidades de ensino que não tiveram nem mesmo uma licença-prêmio liberada e outras onde a somatória de todas as licenças liberadas ficou abaixo da quantidade prevista na Instrução Normativa 07/2021, publicada em junho deste ano.

    Os sindicatos já enviaram ofício, cobrando que as secretarias de Educação (SME) e de Administração e de Gestão de Pessoal (SMAP) expliquem quais foram os critérios usados e por que tantas licenças foram indeferidas.

    A Instrução Normativa 07/2021 reafirma o mesmo limite definido em documentos anteriores: cada unidade pode liberar 1/6 dos seus profissionais ao mesmo tempo para usufruir a licença-prêmio, a licença-maternidade ou a adoção. O documento também prevê critérios de desempate para serem usados caso o número de interessados ultrapasse esse limite de 1/6.

    Arquivos para Baixar:

    Os sindicatos orientam que quem teve o pedido negado envie um e-mail para a Superintendência da Educação, solicitando que o pedido seja reconsiderado e que a gestão explique quais foram os critérios usados e quais são especificamente os motivos para a recusa.

    Envie o e-mail para sgesme@curitiba.pr.gov.bratendimentongpe@curitiba.pr.gov.br com cópia para os e-mails sismmac@sismmac.org.br e sismuc@sismuc.org.br. Não se esqueça de incluir na mensagem seu nome completo, matrícula, local de trabalho e quantas licenças vencidas você possui.

    Essa cobrança é fundamental para exigir que a Prefeitura garanta transparência nos critérios e cumpra os atos administrativos que a própria gestão criou, respeitando os princípios da impessoalidade e da publicidade que regem toda a administração pública.

    Entenda como está o direito à licença-prêmio atualmente

    O prefeito Rafael Greca acabou com o direito à licença-prêmio para as servidoras e servidores que ingressaram na rede a partir de 2019. Greca também dificultou a liberação da licença para quem já estava na rede ao incluir as licenças-maternidade e adoção no limite de 1/6 de profissionais de local de trabalho que podem sair de licença ao mesmo tempo.

    Uma medida proposta por Bolsonaro e aprovada pelo Congresso no ano passado também congelou a contagem do tempo de serviço para concessão de licenças-prêmio e quinquênio para servidores públicos até 31 de dezembro de 2021. Essa medida foi adotada por Greca em Curitiba e, por isso, o tempo trabalhado nesse período tão duro de pandemia não poderá ser contabilizado no tempo necessário para usufruir da licença-prêmio.

    Esse congelamento foi questionado na Justiça por sindicatos e entidades representativas, mas o Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu manter o congelamento em julgamento realizado em março deste ano.

    Imprensa SISMUC e SISMMAC
Voltar para o Índice

Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Curitiba
Rua Nunes Machado, 1577 - Rebouças, Curitiba - PR. CEP: 80220-070     Fone/Fax: (41) 3322-2475 | (41) 98407-4932     E-mail: sismuc@sismuc.org.br
Atendimento de segunda a sexta-feira das 8h às 18h.

DOHMS