Notícias

Imprimir
  • 22/12/2016 Geral

    Fruet responde na segunda (26) sobre os descontos de greve dos servidores

    Fruet responde na segunda (26) sobre os descontos de greve dos servidores
    Pedro Carrano
    Em reunião, prefeito garante resposta a municipais. Já movimento de moradia se deparou com desencontro de informações

    O prefeito Gustavo Fruet (PDT) sinalizou para os servidores públicos municipais resposta na segunda-feira (26) sobre o decreto que retira da ficha funcional do funcionalismo os dias que já foram descontados durante as greves da Saúde, Educação e Guarda Municipal. 

    A reunião aconteceu no fim da tarde, aos 40 minutos do segundo tempo da gestão. Lembrando que amanhã é ponto facultativo na administração municipal.

    O objetivo da reunião era debater também os outros dois decretos, que contemplam a luta por regularização de moradia na Cidade Industrial (veja abaixo o encaminhamento) e homenagem ao advogado trabalhista Edésio Passos.

    A reunião estava marcada para às 14h30 de hoje, mas foi adiada no final da manhã para às 17h30. Os decretos haviam sido assinados pela vice-prefeita Mirian Gonçalves, ainda no dia 29 de novembro, e não haviam sido publicados, o que gerou a campanha #PublicaFruet, em ações de rua e nas redes sociais.

    Moradia e desencontro de informações

    O caso do movimento de moradia foi mais complexo e difícil, devido ao desencontro de informações oficiais entre as matrículas de áreas presentes no Decreto e os terrenos onde os ocupantes do Movimento dos Trabalhadores Sem Teto (MTST-PR) de fato estão inseridos.

    Frente a esta situação, o prefeito comprometeu-se a abrir um procedimento interno administrativo para gerar as informações necessárias para que as áreas do movimento de moradia possam vir a ser declaradas de utilidade pública. Este encaminhamento também será feito na segunda-feira (26).

    Tratam-se de quatro áreas de ocupação e mais de mil famílias que aguardam ansiosas para não viver uma situação de despejo forçado no final deste ano. 

    “Impedimos algo que a cidade deveria nos agradecer, impedimos a expansão do lixão, que as pessoas agradeceriam”, afirmou o coordenador movimento, Paulo Bearzoti Filho, ao longo da mesa de negociação, referindo-se ao aterro sanitário da empresa Essencis, localizado na mesma região das áreas de ocupação, na Cidade Industrial (CIC).

    Pedro Carrano
Voltar para o Índice

Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Curitiba
Rua Nunes Machado, 1577 - Rebouças, Curitiba - PR. CEP: 80220-070     Fone/Fax: (41) 3322-2475 | (41) 98407-4932     E-mail: sismuc@sismuc.org.br
Atendimento de segunda a sexta-feira das 8h às 18h.

DOHMS