Notícias

Imprimir
  • 31/03/2016 Abastecimento

    Liderados por Salamuni, vereadores derrubam emenda das greves

    Liderados por Salamuni, vereadores derrubam emenda das greves
    Sismuc deve buscar outros caminhos para conquistar o abono das paralisações.

    Em uma votação apertada, com duas interrupções da sessão, os vereadores de Curitiba derrubaram emenda que abonava as greves da saúde, educação, magistério e guarda municipal. Após um ano, os parlamentares mudaram de lado, reafirmando a punição imposta por Gustavo Fruet contra os trabalhadores. Mesmo com a rejeição, o Sismuc vai seguir tentando por outras vias garantir o direito dos trabalhadores de se manifestarem e não serem punidos pela gestão municipal.

    A emenda foi assinada pelos vereadores professora Josete, Noêmia Rocha, Chico do Uberaba, Dona Lourdes, Chicarelli, Jorge Bernardi, Galdino, Mauro Ignacio, Valdemir Soares e Manfron. Para justificar a emenda, Josete argumentou que o prefeito Gustavo Fruet havia vetado o mesmo texto prometendo abrir diálogo. “Nós apresentamos essa emenda porque em 2015 o prefeito vetou e os vereadores mantiveram prometendo um acordo que negociasse as faltas. Passado um ano, não houve essa negociação. Por esse motivo, eu represento essa emenda. Em outros momentos aprovamos emendas neste sentido sem que houvesse vício de iniciativa”, recordou Josete.

    Placar da votação

    A favor da emenda
    CHICO DO UBERABA - PMN chicodouberaba@cmc.pr.gov.br Fone : 3350-4640
    CACÁ PEREIRA – PSDC cacapereira@cmc.pr.gov.br Fone : 3350-4660
    CHICARELLI - PSDC chicarelli@cmc.pr.gov.br Fone : 3350-4686
    DONA LURDES - PSB dona.lourdes@cmc.pr.gov.br Fone : 3350-4609
    JORGE BERNARDI - REDE - SUSTENTABILIDADE jorge.bernardi@cmc.pr.gov.br Fone : 3350-
    JULIETA REIS - DEM jreis@cmc.pr.gov.br Fone : 3350-4634
    Mauro Ignácio - PSB mauro.ignacio@cmc.pr.gov.br Fone : 3350-4586
    NOÊMIA ROCHA - PMDB noemia.rocha@cmc.pr.gov.br Fone : 3350-4618
    PROFESSORA JOSETE - PT professora.josete@cmc.pr.gov.br Fone : 3350-4604
    PROFESSOR GALDINO - PSDB vergaldino@cmc.pr.gov.br Fone : 3350-4930
    ROGÉRIO CAMPOS - PSC rogeriocampos@cmc.pr.gov.br Fone : 3350-4937
    VALDEMIR SOARES - PRB pastorvaldemir@cmc.pr.gov.br Fone : 3350-4550


    Contra a emenda
    AILTON ARAÚJO - PSC ailton.araujo@cmc.pr.gov.br Fone : 3350-4568
    ALADIM LUCIANO - PV aladim.luciano@cmc.pr.gov.br Fone : 3350-4627
    BRUNO PESSUTI - PSC bruno.pessuti@cmc.pr.gov.br Fone : 3350-4555
    FELIPE BRAGA CORTES - PSDB felipebragacortes@cmc.pr.gov.br Fone : 3350-4508
    HELIO WIRBISKI - PPS helio.wirbiski@cmc.pr.gov.br Fone : 3350-4693
    JONNY STICA - PDT jonny.stica@cmc.pr.gov.br Fone : 3350-4526
    Mestre POP - PSC mestre.pop@cmc.pr.gov.br Fone : 3350-4675
    PAULO SALAMUNI - PV paulo.salamuni@cmc.pr.gov.br Fone : 3350-4576
    PEDRO PAULO - ?? pedropaulo@cmc.pr.gov.br Fone : 3350-4688
    PIER PETRUZIELLO - PTB pier.petruzziello@cmc.pr.gov.br Fone : 3350-4656
    SERGINHO DO POSTO - PSDB serginho.doposto@cmc.pr.gov.br Fone : 3350-4710
    TIAGO GEVERT - PSC tiago.gevert@cmc.pr.gov.br Fone : 3350-4663
    TICO KUSMA - PROS tico.kuzma@cmc.pr.gov.br Fone : 3350-4538
    TITO ZEGLIN - PDT tito.zeglin@cmc.pr.gov.br Fone : 3350-4519

    Faltaram à sessão

    ALDEMIR MANFRON - PP amanfron@cmc.pr.gov.br Fone : 3350-4516
    CARLA PIMENTEL - PSC carla.pimentel@cmc.pr.gov.br Fone : 3350-4544
    COLPANI - PSB colpani@cmc.pr.gov.br Fone : 3350-4712
    CRISTIANO SANTOS - PV cristiano.santos@cmc.pr.gov.br Fone : 3350-4621
    DIRCEU MOREIRA - PSL dirceu.moreira@cmc.pr.gov.br Fone : 3350-4562
    GEOVANE FERNANDES - PTB geovane.fernandes@cmc.pr.gov.br Fone : 3350-4670
    JAIRO MARCELINO - PSD jmarcelino@cmc.pr.gov.br Fone : 3350-4592
    4600
    PAULO RINK - PR paulo.rink@cmc.pr.gov.br Fone : 3350-4645
    SABINO PÍCOLO - DEM spicolo@cmc.pr.gov.br Fone : 3350-4700
    TONINHO DA FARMÁCIA - PDT toninhodafarmacia@cmc.pr.gov.br Fone : 3350-4579
    ZÉ MARIA - SD zemaria@cmc.pr.gov.br Fone : 3350-4532
    BETO MORAES - PSDB beto.moraes@cmc.pr.gov.br Fone : 3350-4943
    O texto também foi pedido pelos sindicatos após a secretária de recursos humanos negar a retomada do debate sobre a conciliação. O recuo da gestão foi criticado pela vereadora Noêmia Rocha. “Eu acho injusto os descontos, principalmente porque a greve ocorreu quando o prefeito Gustavo Fruet descumpriu legislação aprovada pelos vereadores. Nada foi feito para solucionar o impasse. Por isso, essa emenda é importante para que os vereadores deem o recado ao Executivo e ele cumpra o que prometeu”, reforçou.

    Valdemir Soares foi outro vereador que criticou a falta de compromisso de Gustavo Fruet. Ele lembrou que o prefeito desrespeitou os vereadores e os cerca de 40 mil servidores municipais representados pelos quatro sindicatos. “O secretario de governo não respondeu aos vereadores o que foi discutido no ano passado na reunião dos vereadores e servidores com o prefeito. É lamentável. Eu queria saber o posicionamento dele”, recordou.

    Opção pela punição

    A votação da emenda foi apertada. 14 vereadores votaram contra o abono e 12 votaram favoráveis. Outros 11 vereadores fugiram da discussão, segundo a coordenadora geral Irene Rodrigues. “Tanto os quatorze contra como esses onze vereadores que não apareceram são favoráveis à punição na ficha funcional dos municipais. Eles entendem que o servidor não pode reclamar quando o prefeito dá calote nos pagamentos ou não cumpre prazos para plano de carreira”, observa.

    Para justificar o voto contra, o líder do governo Paulo Salamuni reforçou que greves foram consideradas ilegais e que devem ocorrer novas reuniões com a gestão. “28 mil faltas foram abonadas entre 2007 e 2012. Ele abonou as faltas de ex-prefeitos. As greves foram decretadas ilegais. Por isso, se os vereadores aprovaram, ela vai ser vetada. Vamos negociar, pois existem duas ou três reuniões agendadas. A emenda é irresponsável”, defendeu.

    Outro vereador que ficou do lado do prefeito foi Pedro Paulo. “Ano passado, o executivo não estava presente na votação da emenda. Nós assumimos um compromisso e não ele.
    É errado apresentar essa emenda novamente agora. E oportunismo fazer isso. É o prefeito que cabe decidir o assunto”, direcionou.

    Apesar do veto, o Sismuc vai seguir buscando a conciliação das greves por via políticas e judiciais. O sindicato entende que a questão pode ser resolvida neste ano e solicita que os servidores pressionem o governo Fruet.

    Manoel Ramires
Voltar para o Índice

Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Curitiba
Rua Nunes Machado, 1577 - Rebouças, Curitiba - PR. CEP: 80220-070     Fone/Fax: (41) 3322-2475 | (41) 98407-4932     E-mail: sismuc@sismuc.org.br
Atendimento de segunda a sexta-feira das 8h às 18h.

DOHMS