Notícias

Imprimir
  • 11/03/2022 Na Pauta

    Em reunião com SMAP e SMS, SISMUC apresenta pauta dos servidores municipais da saúde

    Em reunião com SMAP e SMS, SISMUC apresenta pauta dos servidores municipais da saúde
    Riquieli Capitani
    Fluxos de atendimento das UPAS e UBS, saúde e segurança dos servidores foi pauta do Sindicato com as Secretarias, durante encontro que ocorreu na manhã desta quinta-feira (10)

    Visando dialogar questões relacionadas às condições de trabalho, integridade física e emocional dos profissionais municipais de saúde, na manhã desta quinta-feira (10/03), a direção do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Curitiba (SISMUC), participou de uma reunião com a Secretaria de Administração, Gestão de Pessoal e Tecnologia da Informação (SMAP) e a Secretaria Municipal da Saúde (SMS).

    Com a presença da superintendente executiva da SMS, Beatriz Battistella Nadas, da superintendente da SMAP, Luciana Varassin, entre outros técnicos das Secretarias, o Sindicato pautou a necessidade urgente de reorganização e padronização dos fluxos de atendimentos das Unidades Básicas de saúde (UBS) e das Unidades de Pronto Atendimento (UPAS).

    “Visitamos esses locais e detectamos problemas relacionados às formas de atendimento de cada unidade, não há um formato definido seguido por todas, situação que afeta diretamente a qualidade do atendimento ofertado à população, mas também o trabalho, a saúde mental e física das próprias servidoras e servidores. Além disso, precisamos urgentemente garantir que as informações que chegam às unidades para os profissionais sejam melhor dialogadas e encaminhadas, inclusive quando se trata de remanejamento dos trabalhadores. É urgente a revisão dos fluxos, processos e a padronização de trabalho desses locais.”

    A questão da segurança, integridade e saúde das servidoras e servidores também foi pauta da reunião. A direção lembrou que há casos de profissionais que têm sido vítimas de violência física e verbal nas unidades, e que muitas vezes essas trabalhadoras e trabalhadores se sentem desprotegidos pela falta da Guarda Municipal nesses locais. Ademais, a direção também reforça a necessidade de garantir o atendimento e acompanhamento da saúde desses profissionais, com a realização de exames médicos periódicos.

    Segundo a superintendente da SMS, Beatriz Battistella Nadas, “quanto à segurança do local de trabalho e a integridade física dos profissionais, a Secretaria esteve em contato com o superintendente da Guarda Municipal, e este lembrou que todos os agentes são orientados a proteger o patrimônio público e todos os servidores das unidades”.

    Quanto a questão da saúde dos profissionais, a superintendente também explicou que “o quadro de Médicos do Trabalho que a Secretaria possui atualmente é insuficiente para cobrir todos os servidores, mas comunicou que neste ano será aberto um concurso público municipal para a reposição de pessoal da área, porém o ingresso desses novos servidores deve ocorrer somente no início de 2023.”

    A falta de estruturas e equipamentos, bem como EPIs para proteção dos profissionais para evitar a contaminação pela Covid-19 foi lembrada pela direção do SISMUC, inclusive ressaltando que, em muitos locais os profissionais sofrem com a falta de materiais básicos para realização dos atendimentos. “Temos unidades com equipamentos sucateados, sem qualidade, isso compromete o trabalho, os serviços ofertados e coloca em risco os profissionais.”

    De acordo com Beatriz, problemas pontuais relacionados as unidades de saúde, devem ser enviadas para o Sindicato encaminhar à responsável pela Gestão de Pessoal da SMS. Ela também enfatizou que essas questões nas unidades precisam ser resolvidas urgentemente, e que em breve a Secretaria Municipal de Saúde lançará um programa que vai aliar tecnologia da informação e comunicação, facilitando e melhorando o atendimento da população e dos profissionais.

    “Temos problemas e situações que precisam ser resolvidas nas unidades, estamos trabalhando para atender essas questões. Mas, quero destacar que, durante a pandemia, realizamos a aquisição de EPIs em tempo hábil para todos os servidores. Agora com a pandemia sendo controlada, enquanto SMS vamos lançar o Programa Saúde Pacto ao Povo, um novo modelo de prestação de serviço à população e aos profissionais”, afirma.

    Em relação às questões ergonômicas dos locais de trabalho dos servidores pautadas pelo Sindicato, a superintendente da SMAP orientou que os servidores coloquem esses problemas nos relatórios de trabalho e encaminhem para o Sindicato repassar para a Secretaria. Segundo ela, na medida do possível todas as demandas serão atendidas.

    Os dirigentes do SISMUC ressaltaram a necessidade de aproximar ainda mais o diálogo com a SMS e a SMAP, realizando reuniões temáticas para tratar de assuntos relacionados às servidoras e servidores que atuam nas UBS e UPAS. As administrações das Secretarias concordaram com essa forma de trabalho.


    Imprensa Sismuc - Riquieli Capitani
Voltar para o Índice

Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Curitiba
Rua Nunes Machado, 1577 - Rebouças, Curitiba - PR. CEP: 80220-070     Fone/Fax: (41) 3322-2475 | (41) 98407-4932     E-mail: sismuc@sismuc.org.br
Atendimento de segunda a sexta-feira das 8h às 18h.

DOHMS