Notícias

Imprimir
  • 09/03/2022 Na Pauta

    Contra desconto de 14% dos salários, servidores municipais protestam na Prefeitura de Curitiba

    Contra desconto de 14% dos salários, servidores municipais protestam na Prefeitura de Curitiba
    Mobilização que acontece nesta quinta-feira (10/03), fará a entrega de uma Carta Aberta ao prefeito Rafael Greca. Também está previsto uma audiência com o presidente do IPMC, Ary Gil Merchel Piovesan

    Pela revogação imediata da Reforma da Previdência Municipal, que desconta 14% dos proventos (salário e benefícios) dos servidores públicos aposentados, trabalhadoras e trabalhadores realizam nesta quinta-feira (10/03), às 14h, uma mobilização em frente à Prefeitura de Curitiba (Avenida Cândido de Abreu, 817, Centro Cívico). Na ocasião, será entregue uma Carta Aberta ao prefeito Rafael Greca.

    Durante a mobilização, as servidoras e servidores sairão em marcha da Prefeitura até o Instituto de Previdência dos Servidores do Município de Curitiba (IPMC), na Avenida João Gualberto, n.º 623, Edifício Delta, no Alto da Glória, aonde vão se reunir com o presidente da Entidade, Ary Gil Merchel Piovesan, para tratar do tema.

    Reforma da Previdência Municipal- Aprovada em dezembro pela Câmara Municipal e em vigor desde janeiro deste ano, a Emenda na Lei Orgânica do Município de Curitiba e a Lei Complementar 133/2021, de autoria do prefeito Rafael Greca, promoveu a Reforma da Previdência para os servidores públicos municipais. Com ela, várias mudanças foram estabelecidas, entre elas, o aumento do valor da contribuição dos servidores públicos municipais ao Instituto de Previdência dos Servidores do Município de Curitiba (IPMC).

    Conforme a nova lei municipal, aposentados e pensionistas que, por exemplo, só tinham desconto sobre o valor que passasse do teto do INSS (R$ 6.433,59), desde janeiro, passaram a contribuir obrigatoriamente com a alíquota de 14% sobre o valor recebido acima de dois salários mínimos (R$ 2.224), ao IPMC. Isso vale inclusive para os que até então eram isentos.

    Vale destacar que, mesmo com o reajuste salarial de 13,71% concedido em janeiro, os servidores ativos e aposentados, o valor não corresponde à realidade e às necessidades das trabalhadoras e trabalhadores. Além disso, com essa nova alíquota de contribuição ao IPMC, o servidor terá que trabalhar mais, contribuir por mais tempo e continuar pagando a aposentadoria após se aposentar.

    Auditoria no IPMC - Os servidores aposentados também exigem a realização de uma auditoria no IPMC, já que segundo a administração municipal, a aprovação da Reforma da Previdência se fez necessária devido ao déficit atuarial nas contas do Instituto.

    Os trabalhadores querem que seja esclarecido imediatamente o porquê dessa situação deficitária e se comprovado o rombo financeiro, a responsabilidade deve ser atribuída ao poder público do município de Curitiba, não aos aposentados que sempre honraram com os seus compromissos.

    ---
    Informações:
    Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Curitiba (SISMUC)
    comunicacao.sismuc@gmail.com
    Ana Carolina Pacífico | (41) 99827-9299
    Riquieli Capitani | (41) 99891-8324

Voltar para o Índice

Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Curitiba
Rua Nunes Machado, 1577 - Rebouças, Curitiba - PR. CEP: 80220-070     Fone/Fax: (41) 3322-2475 | (41) 98407-4932     E-mail: sismuc@sismuc.org.br
Atendimento de segunda a sexta-feira das 8h às 18h.

DOHMS