Notícias

Imprimir
  • 30/06/2021 Na Pauta

    Fala, servidor: desmonte do ICS prejudica atendimento para servidores

    Fala, servidor: desmonte do ICS prejudica atendimento para servidores
    Arte: CtrlS
    Servidores reclamam de descredenciamento de médicos e dificuldade para agendar consultas
    Crescem as reclamações dos servidores sobre o serviço oferecido pelo Instituto Curitiba de Saúde (ICS). Criado para garantir atendimento médico e hospitalar para os servidores públicos municipais de Curitiba, a categoria tem reclamado do descredenciamento de médicos e dificuldade para conseguir agendar consultas.


    Com a publicação do decreto 975/2021 neste mês de junho, que solicita aos servidores afastados por comorbidades a apresentação de declaração médica atualizada até o dia 9 de julho, os servidores estão com mais dificuldade em conseguir horário com médicos para agendar consultas.

    Em denúncia encaminhada para o Fala, Servidor, o trabalhador relata a falta de especialistas no ICS. “Pneumologista só tem um no ICS. Eu consegui uma consulta com ele um tempo atrás, fiz exame, mas não consegui retorno. Então, soube de uma pneumologista que estava atendendo no Hospital São Vicente, mas também não consegui marcar consulta. Depois fiquei sabendo que ela também se descredenciou do ICS. Tem um outro que atende também no São Vicente, e de novo não consegui agendar consulta. Já tem cerca de um mês que estou tentando”, comenta o servidor que terá o nome mantido em sigilo.


    O servidor contou que procurou clínicas particulares, credenciadas do ICS, e também não conseguiu agenda antes do dia 9 de julho. “Conforme orientação tentei agendar consulta com um clínico geral e também não consegui. No ICS me falaram que tem cinco clínicos gerais para atender, mas que não tem horário antes do dia 9 de julho. São muitos médicos se descredenciando. Fiz uma cirurgia pra retirar um câncer e o médico que me atendeu também se descredenciou. Eu fiquei sem acompanhamento. É um descaso muito grande com o servidor”, relata.


    Conforme o servidor, em conversa com atendente do ICS ele justificou que aumentou muito a procura por serviços depois que o ICS lançou planos para adesão de familiares do servidor, e por isso teria essa dificuldade em agendar consultas. “Isso não é desculpa! Se abriram para novas pessoas porque não aumentaram a rede de atendimento do ICS? Sempre tem notícia de médico, clínicas se descredenciando. Com serviço de odontologia é o mesmo problema. Eu na verdade nem tenho mais procurado o atendimento odontológico, tenho feito particular porque nunca tem vaga!”, reclama o servidor.


    Não é de hoje que os servidores estão sentindo esse descaso. Enquanto aumenta o valor da mensalidade descontada no salário, o ICS pratica preços de mercado na adesão de novos dependentes, e não tem trabalhado para ampliar a rede de atendimento. Agora, em julho, o Hospital Santa Cruz também será descredenciado do ICS (clique aqui para saber mais).


    Neste mês de junho passou a vigorar o novo valor da mensalidade do ICS, com um reajuste de 5,20% para os planos Dependentes 18 a 33 anos (enfermaria e apartamento) e Plano Empresas, já para o plano de saúde Servidor Apartamento, o aumento é de 45,67% (valor incide sobre o adicional referente à acomodação Apartamento). O aumento é um desrespeito aos servidores municipais que estão com seus planos de carreira congelados e os salários achatados. Agora, esse aumento se soma a falta de profissionais para garantir o atendimento!


    Chega de desvalorização e desmonte dos serviços. O ICS é uma conquista dos servidores e precisa ter os serviços garantidos!


    Se você tem encontrado alguma dificuldade ou enfrenta condições precárias no seu local de trabalho, envie uma denúncia para o Fala, Servidor pelo 99661-9335.

    Imprensa SISMUC SISMMAC
Voltar para o Índice

Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Curitiba
Rua Nunes Machado, 1577 - Rebouças, Curitiba - PR. CEP: 80220-070     Fone/Fax: (41) 3322-2475 | (41) 98407-4932     E-mail: sismuc@sismuc.org.br
Atendimento de segunda a sexta-feira das 8h às 18h.

DOHMS