Notícias

Imprimir
  • 01/07/2020 Na Pauta

    Mesmo com aumento dos casos, Greca não libera servidores com 60 anos

    Mesmo com aumento dos casos, Greca não libera servidores com 60 anos
    Arte: Ctrl S
    Prefeitura diz que não pode abrir mão desses trabalhadores. É importante lembrar que a falta de servidores não é de hoje e não aconteceu devido à pandemia

    Com o aumento do número de casos na cidade, a Prefeitura, que diz se comprometida com a saúde da população, afirmou que irá adotar as medidas necessárias para cumprir um maior isolamento social. Porém, desde o início da pandemia, o que o desgoverno Greca tem feito para garantir que os trabalhadores possam permanecer em suas casas?

    A postura hesitante da Prefeitura fica clara no caso dos servidores idosos com idade a partir de 60 anos que continuam sendo convocados pela administração para trabalhar presencialmente nas diversas secretarias. Os trabalhadores idosos encontram-se no grupo de risco da Covid-19 e deveriam ser afastados, ainda mais agora, momento em que já chegamos à 100% da taxa de ocupação em quatro hospitais de referência no tratamento da Covid-19 e estamos em alerta em outras três unidades hospitalares.

    Nossa luta é em defesa da vida dos trabalhadores

    Com intuito provocativo, a Prefeitura alega que manter os servidores com mais de 60 anos no trabalho presencial “é contrária ao interesse dos Sindicatos e favorável a população”.Nós reiteramos que colocar os idosos em risco realmente vai contra qualquer interesse do SISMUC e do SISMMAC, já que nossa luta é em defesa da vida dos trabalhadores! E, para além disso, a postura correta para realmente defender a população seria a ampliação do quadro de profissionais, o aumento dos leitos de UTI, auxílio salarial, medidas de higiene e de proteção para todos os trabalhadores, e não a manutenção dos servidores idosos trabalhando.

    Além de ter recorrido ao Tribunal de Justiça para que estes servidores continuem trabalhando durante a pandemia, a Prefeitura ainda age como se a necessidade de mais contratações fosse uma surpresa!

    No documento enviado ao Ministério Público do Trabalho, a administração chamou de “insurgência dos Sindicatos” o pedido para liberação dos servidores maiores de 60 anos. E alegou que não há “direito absoluto”e que em situações como esta, o direito dos servidores está abaixo do direito da população.Mas, é importante lembrar que a falta de servidores não é de hoje e não aconteceu devido à pandemia.

    Há anos, os Sindicatos reivindicam mais contratações em todas as áreas e, nesse momento, especialmente na saúde e assistência social. E a resposta do desgoverno Greca é sempre a mesma: ignorar a sobrecarga de trabalho e dizer não à reposição do quadro de funcionários. Com poucas justificativas, a gestão continua levando os servidores ao esgotamento e, agora, atingiu um novo nível de crueldade: deixar os idosos trabalhando em meio à pandemia.

    Destacamos ainda que existe um concurso aberto para profissionais da enfermagem. Mesmo assim, Greca tem ignorado essa informação e mantido os trabalhadores em condições cada vez mais precárias. De acordo com a própria Secretária de Saúde, Márcia Huçulak, o problema não são leitos, mas sim, a falta de profissionais. É um absurdo que a administração alegue que nada pode ser feito diante dessa situação!

    Imprensa SISMUC SISMMAC
Voltar para o Índice

Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Curitiba
Rua Nunes Machado, 1577 - Rebouças, Curitiba - PR. CEP: 80220-070     Fone/Fax: (41) 3322-2475 | (41) 98407-4932     E-mail: sismuc@sismuc.org.br
Atendimento de segunda a sexta-feira das 8h às 18h.

DOHMS