Notícias

Imprimir
  • 23/05/2022 Na Pauta

    Toda criança merece a melhor educação

    Toda criança merece a melhor educação
    A Prefeitura de Curitiba desvaloriza a educação infantil, não investe na contratação de professores para os CMEIs e, como consequência, crianças e professores enfrentam a insegurança e o caos.

    Mesmo tendo como premissas a escuta, o diálogo, afeto, cuidado e acolhimento, que norteiam continuamente todos os encaminhamentos pedagógicos e administrativos na educação infantil em Curitiba, a Prefeitura Municipal tem deixado muito a desejar na garantia deste direito básico. Isso porque, não garante um número suficiente de professores nos Centros Municipais de Educação Infantil (CMEIs) para atender com qualidade as crianças que já estão nestes espaços.

    A falta de profissionais nos CMEIs também impossibilita a abertura de novas turmas, desencadeando uma longa fila de espera por uma vaga.


    Entenda a situação dos professores de educação infantil que atuam nos CMEIs de Curitiba.


    Quem somos?
    Estamos mobilizados pela garantia do direito ao acesso à educação de qualidade para todas as nossas crianças, e pelo respeito a nós, profissionais, que atuamos nestes espaços buscando diariamente desenvolver com qualidade o nosso trabalho.


    Quais são as nossas reivindicações?

    Contratação de professores via concurso público
    O município não abre concursos públicos para cargos de professores da educação infantil desde o ano de 2016. Há falta de professores nos CMEIs, o que aumenta a falta de segurança para as crianças, já que não há profissionais suficientes para atendê-las.

    Na tentativa de solucionar o problema, a Prefeitura realiza a contratação de professores temporários, comprometendo o vínculo afetivo, emocional e de confiança com as crianças.

    Cumprimento da
     Lei 14.681/2015 - relacionada à inclusão e ao suporte na alfabetização das crianças com deficiência.
    Atualmente, são mais de 1,2 mil crianças com deficiência nos CMEIs de Curitiba. O Departamento de Inclusão e Atendimento Educacional Especializado (DIAEE) divulgou recentemente a contratação de apenas 880 tutores, número insuficiente para garantir o atendimento de qualidade a estas crianças.

    Pagamento do piso salarial nacional
    Em janeiro deste ano, após muita pressão dos sindicatos que representam os professores e professoras da educação básica, o Governo Federal aprovou o reajuste de 33,24% no piso salarial. A Prefeitura de Curitiba deve aos professores do município um aumento de 37,73% nos salários — reajuste maior do que o valor definido nacionalmente, visto que os professores do município recebem um piso salarial menor.

    Cumprimento da hora atividade
    O direito a hora atividade não está sendo garantido para que os professores de educação infantil planejem e organizem as atividades pedagógicas, o que interfere diretamente na qualidade da educação em sala.
    Precisamos levar essas pautas para os pais, mães e para toda a comunidade. Curitiba precisa entender a real situação da nossa educação infantil. Afinal, é a educação de base que contribui para toda a formação destas crianças que um dia se tornarão o futuro do nosso país.

Voltar para o Índice

Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Curitiba
Rua Nunes Machado, 1577 - Rebouças, Curitiba - PR. CEP: 80220-070     Fone/Fax: (41) 3322-2475 | (41) 98407-4932     E-mail: sismuc@sismuc.org.br
Atendimento de segunda a sexta-feira das 8h às 18h.

DOHMS