Notícias

Imprimir
  • 22/02/2021 Defesa Social

    Servidores relatam desmonte da FAS em coletivo da categoria

    Servidores relatam desmonte da FAS em coletivo da categoria
    Arte: Ctrl S
    Mobilização contra a terceirização acontece nesta terça-feira (23) às 9h. Servidores também se reúnem em assembleia no dia 1º de março

    O processo de terceirização na Fundação de Assistência Social (FAS) da Prefeitura de Curitiba foi um dos temas debatidos no coletivo virtual dos servidores que aconteceu na última sexta-feira (19). O encontro contou com participação dos trabalhadores que debateram a pauta específica da categoria, relataram sobre a terceirização de unidades de acolhimento institucional (UAI) e situações de dificuldades para realizar a atividade, além da falta de imunização contra a Covid-19 para os trabalhadores do Sistema Único de Assistência Social (SUAS).

    Em meio a tantos ataques, os servidores aprovaram a realização de um ato contra o desmonte da FAS nesta terça-feira (23), às 9h, na Sede da FAS no Campo Comprido e uma assembleia da categoria que acontece no dia 1º de março, para definir os próximos passos da luta.

    Conforme o Sindicato apurou, a Prefeitura realizou no final do ano passado chamamento público na FAS para escolha de entidade para executar o serviço de acolhimento institucional o que caracteriza terceirização. No início deste mês foi homologado o resultado do chamamento, e os servidores começaram a ser avisados.

    Participe da mobilização!

    Ato contra a terceirização
    Terça-feira (23), às 9 horas – na sede da FAS no Campo Comprido

    Assembleia virtual dos servidores da FAS
    Segunda-feira (1º de março) às 19h
    A medida foi tomada sem diálogo com os trabalhadores e sem transparência no processo. O assunto não foi nem tratado em reunião do Conselho Municipal de Assistência Social, o que deve ocorrer somente nesta terça-feira (23).

    Imunização para os trabalhadores

    A falta de vacinação para os trabalhadores do SUAS também foi debatida. Os trabalhadores da FAS estavam previstos no plano municipal de imunização, mas foram deslocados para o final da fila com a justificativa de que o plano municipal deveria seguir o plano nacional de vacinação. É um descaso com os trabalhadores que também estão na linha de frente do combate ao novo coronavírus e responsáveis pelo atendimento à população mais vulnerável.

    Outro ponto colocado pelos servidores durante a reunião virtual foi a falta de condições de trabalho imposta pelo programa Anjo da Guarda, onde os trabalhadores mal podem parar para refeições devido ao assédio moral sofrido.

    Com todos as dificuldades que os servidores municipais da FAS têm enfrentado, é extremamente importante que todos participem da assembleia virtual que acontece no próximo mês. a FAS.

    Imprensa Sismuc e Sismmac
Voltar para o Índice

Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Curitiba
Rua Nunes Machado, 1577 - Rebouças, Curitiba - PR. CEP: 80220-070     Fone/Fax: (41) 3322-2475 | (41) 98407-4932     E-mail: sismuc@sismuc.org.br
Atendimento de segunda a sexta-feira das 8h às 18h.

DOHMS