Na Pauta

  • 13/09/2021 Na Pauta

    Moradores reivindicam reabertura do CRAS Arroio

    Moradores reivindicam reabertura do CRAS Arroio
    Arte: Ctrl S
    Fechado desde 2018, o prédio do CRAS está abandonado e a população desassistida

    Os moradores da região do Moradias Arroio, na CIC, estão indignados com o descaso da gestão do prefeito Rafael Greca. O local foi construído pela Companhia de Habitação Popular de Curitiba (Cohab) para reassentamento de famílias que foram deslocadas de outras localidades. O projeto previa 334 unidades, mas parou na primeira etapa, com 184 moradias e famílias assentadas. O problema é que o desgoverno Greca não se preocupa em oferecer a essas famílias o acesso adequado aos serviços públicos.

    No último sábado (11), os moradores fizeram um ato simbólico, com apoio do SISMUC, para reivindicar a reabertura do CRAS Arroio, que prestava importante atendimento para a população desde que chegaram ao local e fica ao lado do Centro Municipal de Educação Infantil (CMEI) Isis Sanson Monte Serrat. Já são três anos que o prédio do CRAS está abandonado e as famílias desassistidas.

    Em 2018, com a desculpa de “reordenamento” dos serviços de assistência social, a administração municipal fechou o CRAS Arroio com a promessa de que ali seria instalado um Centro Especializado em Assistência Social (CREAS), porém isso não aconteceu. O prédio público está abandonado, e as famílias agora têm que buscar atendimento em outros equipamentos, tendo que se deslocar por quilômetros para outros bairros.

    O chamado “reordenamento” do Greca se revelou fechamento e exclusão das famílias do atendimento dos serviços públicos! Foram sete CRAS e quatro unidades de atendimento que encerraram o atendimento que faziam para famílias em situação de vulnerabilidade social, pessoas com deficiência, idosos, crianças e adolescentes que ficaram desassistidos.

    Agora os moradores temem o fechamento da unidade de saúde mais próxima, a US Oswaldo Cruz, local onde não está ocorrendo mais atendimento, apenas vacinação.

    “Nós precisamos que seja reaberto o nosso CRAS. Sempre tivemos atendimento aqui, eram cursos, ajuda para transporte coletivo, para cesta básica, para tirar documentos, e ficamos sem nada disso e o prédio abandonado, com mato alto, o toldo já rasgou. O prefeito preciso abrir o CRAS. Nós necessitamos do serviço”, disse uma das moradoras*.

    Outra moradora também reclama do fechamento do CRAS e da US Oswaldo Cruz. “Precisa voltar o CRAS pra cá. Hoje tá fechado, abandonado a gente sem poder usar. Agora outro problema é querem fechar o nosso posto de saúde, que já é longe, querem mandar pra mais longe”, reclama a moradora.

    É o desmonte dos serviços públicos que o desprefeito Greca vem promovendo na cidade, deixando a população desassistida. É um descaso com os moradores!

    Seguimos firmes cobrando serviços públicos de qualidade.

    Optamos por manter os nomes dos moradores em sigilo, para que eles não sejam vítimas da mesma perseguição que a gestão Greca faz com os servidores.

    Imprensa SISMUC
Voltar para o Índice

Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Curitiba
Rua Nunes Machado, 1577 - Rebouças, Curitiba - PR. CEP: 80220-070     Fone/Fax: (41) 3322-2475 | (41) 98407-4932     E-mail: sismuc@sismuc.org.br
Atendimento de segunda a sexta-feira das 8h às 18h.

DOHMS