Na Pauta

  • 18/05/2021 Na Pauta

    Servidores da FAS definem mobilização pela vacinação contra Covid-19

    Servidores da FAS definem mobilização pela vacinação contra Covid-19
    Arte: Ctrl S
    Ainda que tenha sido iniciada a vacinação de alguns servidores da FAS, o processo se deu sem transparência e sem garantir a isonomia entre os trabalhadores

    Os servidores da Fundação de Ação Social (FAS) se reuniram em assembleia virtual realizada na noite desta terça-feira (18) com expressiva participação da categoria. O foco do encontro foi debater ações de mobilização dos trabalhadores para garantir a vacinação para todos os trabalhadores da FAS que estão na linha frente - uma demanda urgente da categoria, que está exposta aos riscos de contágio direto com usuários. 

    Os servidores da FAS estão se sentindo desvalorizados diante da falta de prioridade para vacinação contra Covid-19. Ainda que tenha sido iniciada a vacinação de alguns servidores da FAS, o processo se deu sem transparência e sem garantir a isonomia entre os trabalhadores. A vacinação dos servidores da FAS e todos trabalhadores do Sistema Único de Assistência Social (SUAS) é urgente para salvar vidas. Estão negligenciando a vida dos servidores da FAS e seus familiares. 

    São trabalhadores que estão na linha de frente do atendimento à população mais vulnerável desde o início da pandemia, e estão em risco de contaminação. Precisam ser cuidados para poder cuidar da população em situação de vulnerabilidade que precisam de atenção. 

    Na assembleia foram definidas uma série de ações, que se somam à cobrança que o sindicato vem fazendo junto à gestão, além da recorrência a órgão como o Ministério Público do Trabalho, o Ministério Público Estadual, Conselho Municipal de Assistência Social, além da articulação com outros setores. 

    Com a continuidade da pandemia e diante das condições de trabalho que não garantem a aplicação das medidas preventivas contra o novo coronavírus, os servidores temem reinfeção da doença. Desde o início da pandemia muitos foram contaminados pela Covid-19, ficaram entubados, alguns vieram a óbitos, outros estão com sequelas, e nestes 15 meses, não houve melhoria nas condições de trabalho para garantir a segurança dos trabalhadores.

    O Plano Municipal de Vacinação da Secretaria Municipal de Saúde (SMS) coloca os servidores da FAS para serem vacinados após os grupos de comorbidades, doenças graves, pessoas em situação de rua e do sistema socioeducativo. Mas é preciso antecipar a vacinação dos trabalhadores da assistência social, devido à grande exposição da categoria.

    A SMS diz que está seguindo o Plano Nacional de Vacinação, que não incluiu entre os grupos prioritários a vacinação dos trabalhadores do SUAS, colocando em risco esses trabalhadores que atendem uma parcela da sociedade que é invisibilizada. Prova disso é que alguns estados e municípios já anteciparam a vacinação.

    Os servidores da FAS merecem respeito e valorização, por isso exigem vacina já!

    Imprensa SISMUC
Voltar para o Índice

Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Curitiba
Rua Nunes Machado, 1577 - Rebouças, Curitiba - PR. CEP: 80220-070     Fone/Fax: (41) 3322-2475 | (41) 98407-4932     E-mail: sismuc@sismuc.org.br
Atendimento de segunda a sexta-feira das 8h às 18h.

DOHMS