Na Pauta

  • 09/06/2020 Educação

    Suspensão do serviço de limpeza deixa unidades vulneráveis à Covid-19

    Suspensão do serviço de limpeza deixa unidades vulneráveis à Covid-19
    Arte: Ctrl S
    Sindicatos orientam denúncia aos órgãos competentes e cobrarão providências junto ao Ministério Público do Trabalho

    Trabalhadores de escolas e CMEIs denunciaram aos sindicatos que os contratos com as empresas terceirizadas que fazem a limpeza das unidades escolares serão cancelados na cidade inteira. Com essa suspensão, as unidades não receberão equipes de trabalhadores da limpeza para higienizar e preparar as unidades para a entrega de kits de alimentação e atividades complementares já na próxima semana.

    Os sindicatos já enviaram ofício cobrando esclarecimentos e que a suspensão desses contratos seja debatida em negociação com a Prefeitura. Como não houve um comunicado oficial, ainda não está claro se os contratos foram suspensos por iniciativa da gestão ou se são as empresas terceirizadas que estão interrompendo a prestação de serviços.

    Esse é mais um absurdo vivido nesse período de suspensão das aulas presenciais, e um contrassenso com as medidas que a própria Prefeitura vem exigindo da população. Sabemos que a higiene, junto com o distanciamento social, são as principais medidas de combate à Covid-19. Já seria um desrespeito com nossas comunidades recebê-las na unidade, em qualquer período do ano, sem a devida limpeza. No entanto, nesse momento, fazer isso torna-se um problema de saúde pública, e que pode agravar mais ainda o quadro de contaminação em nossa cidade.

    O SISMUC e o SISMMAC, junto com os demais sindicatos que representam os servidores municipais, têm um inquérito em andamento junto ao Ministério Público do Trabalho, a respeito da negligência da Prefeitura em relação ao combate à Covid-19. Solicitamos a todas as escolas e CMEIs que denunciem essa situação para os órgãos de saúde do município e do estado, relatando este fato por e-mail e encaminhem cópia para os sindicatos. Assim, poderemos incluir a denúncia da falta de limpeza das escolas em meio à pandemia, e exigir providências urgentes, antes da data prevista para essas entregas. 

    Encaminhe a denúncia aos órgãos competentes:

    Secretaria Estadual de Saúde: sesa@sesa.pr.gov.br

    Secretaria Municipal de Saúde: sms@sms.curitiba.pr.gov.br

    Envie e-mail ao vereador eleito pela sua região

    Não se esqueça de enviar uma cópia aos sindicatos (sismuc@sismuc.org.br) para que possamos cobrar providências, além de incluir a limpeza das unidades escolares ao conjunto de denúncias feitas ao Ministério Público do Trabalho.

    Não podemos aceitar um corte como esse num momento em que estaremos realizando uma ação presencial essencial nesse momento: a garantia do direito à alimentação dos filhos e filhas da nossa comunidade! Também não é justo que mais essa responsabilidade seja jogada nas costas dos servidores.

    Em maio, a gestão sancionou a Lei Municipal 15634/2020, que autoriza a manutenção do pagamento de contratos mesmo em caso de suspensão parcial ou total da execução dos serviços desde que sejam cumpridas algumas condições, como a garantia de manutenção dos empregos.

    Se os contratos foram realmente cortados de forma abrupta, a administração municipal pode estar colocando na rua mães e pais que são responsáveis pela renda familiar e pelo sustento de seus filhos. É um triste exemplo de como terceirização desenfreada imposta pelas diversas gestões que estiveram à frente da Prefeitura nos últimos anos é prejudicial para os trabalhadores contratados e para a qualidade dos serviços públicos.

    Imprensa SISMUC SISMMAC
Voltar para o Índice

Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Curitiba
Rua Nunes Machado, 1577 - Rebouças, Curitiba - PR. CEP: 80220-070     Fone/Fax: (41) 3322-2475 | (41) 98407-4932     E-mail: sismuc@sismuc.org.br
Atendimento de segunda a sexta-feira das 8h às 18h.

DOHMS