Notícias

Imprimir
  • 23/07/2014 Geral

    Denúncia: Central de Abastecimento infestada de ratos e pombos

    Denúncia: Central de Abastecimento infestada de ratos e pombos
    Urina e fezes colocam em risco qualidade dos alimentos que são distribuídas para os 32 Armazéns da Família de Curitiba.

    A Central de Abastecimento é responsável por armazenar os alimentos que são destinados para 32 Armazéns da Família de Curitiba. Localizado no Capão da Imbuia, o local sofre com infestação de ratos e pombos. A comida fica exposta às fezes e urina desses animais, denunciam servidores públicos. Um trabalhador contou que as caixas têm que ser movidas constantemente para encontrar os ratos mortos. Além da falta de higiene e do risco à saúde, banheiros também estão interditados. O Sismuc acionou a Prefeitura para denunciar o problema. Uma reunião está agenda para hoje (23), às 19 horas, com o prefeito Gustavo Fruet.

    Por cima, os pombos invadem a Central de Abastecimento e defecam nas paredes e nos alimentos. Por baixo, os ratos tomam conta do local, sempre entrando pelos buracos da parede. O Sismuc recebeu a denúncia no dia 3 de julho e imediatamente acionou à Prefeitura. No entanto, em visita ao local, constatou-se que a empresa terceirizada para acabar com a praga espalhou caixinhas para pegar ratos do lado de fora do prédio. Por outro lado, do lado de dentro, no chão e na parede os alimentos seguem em contato com as fezes.

    “A gente se preocupa muito com a qualidade do alimento que chega à mesa do curitibano. Os riscos de as pessoas contrairem uma doença sem saber é enorme”, alerta Arno Emilio Gerstenberger Junior, coordenador do Sismuc. A limpeza do local é terceirizada para empresa Tecnolimp.

    Desperdício e alerta
    Os servidores municipais contam que o desperdício de alimentos contaminados é constante.  “Já foi jogado mais de 200 mil litros de leite fora”, denuncia servidor que não quis ser identificado. Outro servidor contou que o Armazém de Santa Felicidade já acionou a Secretaria de Abastecimento questionando a qualidade dos produtos. Além disso, os próprios trabalhadores da Central, servidores municipais e terceirizados alegam ter realizado abaixo assinado reivindicando melhores condições de higiene no local há seis meses e que pouco foi feito desde então. Neste mês, diversos mictórios foram desativados por causa de vazamento de água (veja foto).

    Resposta
    O Sismuc encaminhou ofício dia 15 de julho ao prefeito Gustavo Fruet e ao secretário de abastecimento Aldo Fernando Klein cobrando uma solução para o problema. No documento, a coordenadora geral do Sismuc Ana Paula Cozzolino questionou a gestão: “O local está infestado por ninhos de pombos e são facilmente identificadas fezes de ratos”. Essa visita ocorreu em 3 de julho. Somente 20 dias depois a Prefeitura de Curitiba apresentou resposta. Está agendada para hoje, às 19 horas, uma reunião com o prefeito.
     
    Mesa
    Em virtude da reportagem, a Prefeitura de Curitiba marcou reunião para discutir a Central de Abastecimento na sexta-feira, 25 de julho, às 9 horas.
    Manoel Ramires
Voltar para o Índice

Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Curitiba
Rua Monsenhor Celso, 225, 9º andar. Conjunto 901/902 - Centro. Curitiba- PR. Cep: 80010-150     Fone/Fax: (41) 3322-2475     E-mail: sismuc@sismuc.org.br

DOHMS