Notícias

Imprimir
  • 11/11/2019 Geral

    Terceirização de mão de obra precariza atendimento para população

     Terceirização de mão de obra precariza atendimento para população
    Arte: Ctrls
    Nossa mobilização será intensificada com atos e panfletagem com a comunidade
    Os servidores da saúde que atuam nas UPAs Boa Vista, Cajuru e Sítio Cercado estão sendo ameaçados de terem que deixar seus locais de trabalho para dar espaço para trabalhadores terceirizados que serão contratados por uma Organização Social (OS).O discurso da Prefeitura de Curitiba para a saúde é de que a terceirização da mão de obra é uma solução para todos os problemas - que sabemos começa com a falta de servidores para completar o quadro de funcionários. A verdade que a administração não conta, é que esse processo só traz mais problemas e precariedade no atendimento.

    Em parceria com o Sindicatos dos Médicos, o SISMUC teve acesso a uma auditoria feita na prestação de contas da OS que administra a UPA CIC e onde foram encontradas várias irregularidades no uso dos recursos públicos. Em um cenário nacional, onde algumas Prefeituras já adotaram o modelo de OS para gerenciar os serviços públicos de saúde, foram encontrados vários problemas como repasse de recursos sem fiscalização, a mão de obra terceirizada acaba não sendo registrada como gasto com pessoal e o atendimento é precarizado. Vereadores da Câmara Municipal também já reconheceram irregularidades na contratação da OS que terceiriza a mão de obra, o que não é permitido pela legislação.



    OS na administração

    A Prefeitura de Curitiba mantém contratos com OSs já há mais de 15 anos: na Fundação Cultural com o Instituto Curitiba de Arte e Cultura (ICAC) e a administração geral com o Instituto Cidades Inteligentes (ICI). No caso da FCC, o contrato com a OS foi ampliado, não houve mais concurso para servidores e nem ampliação na oferta de atividades para a população. Já o ICI há menos de um ano se comprometeu em repassar os códigos-fonte dos sistemas eletrônicos para a administração, após denúncias do Tribunal de Contas do Estado, e não tem agilidade para emitir a segunda via do cartão – qualidade para os servidores. Com a OS Instituto Nacional de Ciências da Saúde (INCS), que administra a UPA CIC, a unidade não recebe casos de urgência, não realiza exames de sangue, raio X e não tem médico pediatra para atendimento.

    Manifestação

    Por isso, vamos mostrar a força do conjunto da categoria durante manifestação na frente da UPA Boa Vista, na próxima quarta-feira (13), a partir das 9 horas. No Coletivo da Saúde, nesta segunda-feira (11), vamos definir nossas estratégias de luta contra este ataque. Converse com seu colega e participe!

    O sindicato já fez encaminhamentos jurídicos e fez manifestações na frente das três UPAs ameçadas de serem terceirizadas. Agora vamos reforçar nossa indignação contra o desmonte da saúde pública! A União faz a força!

    Imprensa SISMUC
Voltar para o Índice

Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Curitiba
Rua Nunes Machado, 1577 - Rebouças, Curitiba - PR. CEP: 80220-070     Fone/Fax: (41) 3322-2475 | (41) 98407-4932     E-mail: sismuc@sismuc.org.br
Atendimento de segunda a sexta-feira das 8h às 18h.

DOHMS