Sua busca será em:
- Notícias
- Artigos de Opiniões
- Na Pauta
- Vídeos
- Galeria de Fotos

Notícias

Imprimir
  • 26/10/2017 Educação

    Pais rejeitam fusão do Cmei Nice Braga com a Escola Maria Nicolas

    Pais rejeitam fusão do Cmei Nice Braga com a Escola Maria Nicolas
    Andréa Rosendo
    Na próxima segunda-feira(30), às 8h, realizam ato em frente do equipamento e entregam abaixo assinado para o Ministério Público

    O município não quer mais pagar o aluguel do prédio da Escola Municipal Maria Nicolas. Para resolver esse problema, resolveu criar problemas para os pais dos alunos, transferindo 300 crianças para o Centro Municipal de Educação Infantil (Cmei) Nice Braga. Em reunião realizada hoje(26) com representantes da Secretaria Municipal de Educação(SME), pais protestaram contra a medida e exigem qualidade da educação e transparência. Na próxima segunda-feira(30), às 8h, realizam ato em frente do equipamento e entregam abaixo assinado para representantes do  Ministério Público. 

    Cerca de 150 pais de alunos ouviram as justificativas da superintendente de Gestão Educacional, Elisângela Iargas Iuzviak Mantagute sobre a mudanças estruturais e pedagógicas que ocorrerão no Cmei Nice Braga após a transferência de aproximadamente 300 alunos da Escola Municipal Maria Nicolas. No entanto, a maioria dos presentes foi contrária a todos os argumentos apresentados, alegando que a medida, realizada sem amplo debate com a comunidade, vai “inchar” o Cmei e piorar a qualidade das aulas e o atendimento às crianças. “Por que em vez de entulhar crianças de 6 a 12 anos não faz período integral?”, questiona um dos pais.

    Mobilização nas redes

    A coordenadora geral do Sismuc, Irene Rodrigues, esteve presente na reunião entre gestão e comunidade escolar e reforçou apoio à iniciativa dos pais. “Precisamos do apoio de todos os pais para pautas importantes da educação. A gestão está querendo mudar a relação adulto por criança em salas de aula e criar o cargo de atendente com nível educacional inferior aos profissionais que já atuam na área. É o “Volta Curitiba” do sr. Rafael Greca, que quer mudar a Educação Infantil para um tempo em que a mesma era tratada como assistência social”, argumenta Irene.

    Para pressionar a gestão impedir a unificação dos estabelecimentos de ensino os pais de alunos elaboraram um abaixo assinado. No documento declaram: “reivindicando a não “lotação da Escola Municipal Maria Nicolas nas dependências do Cmei Nice Braga, bem como o não aumento de número de alunos por turma e a diminuição de professores. Somos contra em função que isso acarreta sérios prejuízos a ambas as instituições de ensino, funcionários, professores e principalmente alunos”.

    Além do abaixo-assassinado, os professores também organizam ativismo nas Midias e Redes Sociais. Criaram petição online, página no Facebook “Não a unificação CMEI Nice Braga/Escola Municipal Maria Nicolas e o grupo de whatsapp “Não à Unificação do Cmei”.

    Ministério Publico

    A comunidade Escolar também pretende produzir documento comprovando as irregularidades do processo de unificação. Segundo informações repassadas pela superintendente oitos salas ociosas serão ocupadas para abrigar os estudantes. No entanto, os pais declaram que a prefeitura sequer havia repassado essas informações, pois convocou essa reunião de hoje às pressas, após tomarem o conhecimento das articulações da comunidade moradora dos bairros Portão e Santa Quitéria na defesa do direto da educação com qualidade dos filhos.

Voltar para o Índice

Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Curitiba
Rua Monsenhor Celso, 225, 9º andar. Conjunto 901/902 - Centro. Curitiba- PR. Cep: 80010-150     Fone/Fax: (41) 3322-2475     E-mail: sismuc@sismuc.org.br

DOHMS