Notícias

Imprimir
  • 17/05/2019 Geral

    É hora de parar o Brasil na greve geral do dia 14 de junho

    É hora de parar o Brasil na greve geral do dia 14 de junho
    Arte: ctrl s
    Servidores municipais vão se somar forças no movimento nacional contra os cortes na educação e a Reforma da Previdência

    Mais de um milhão de pessoas foram às ruas no dia 15 de maio para lutar contra os cortes no orçamento da educação pública e contra a Reforma da Previdência. As manifestações, realizadas em mais de 200 cidades por todo o país, fazem parte do movimento de construção de uma grande greve geral no dia 14 de junho.

    As servidoras e servidores municipais de Curitiba já decidiram em assembleia que estarão juntos e firmes na greve geral. É hora de parar as fábricas, bancos e equipamentos públicos para fazer pressão e reverter os cortes no orçamento, barrar a Reforma da Previdência, impedir as privatizações e o fim dos serviços públicos.

    Ajude a fortalecer essa luta que é sua também, em defesa de seus direitos, de seus familiares e amigos. Chame para a paralisação os colegas de trabalho, familiares, vizinhos e a comunidade que utiliza os serviços públicos de nossa cidade.

    Para preparar a greve do dia 14 de junho o serviço público, o SISMUC e o SISMMAC estão enviando cartazes para os locais de trabalho, para que os servidores tirem foto e enviem para o e-mail dos sindicatos. Envie os seus registros para imprensa@sismuc.org.br

    Luta em defesa da educação

    O corte de 30% nas verbas destinadas às universidades públicas e o bloqueio de 39,68% do orçamento da educação básica podem inviabilizar o funcionamento de escolas, CMEIs e universidades. Com essas medidas, vai ficar ainda mais difícil que os filhos dos trabalhadores consigam ter garantia de uma educação de qualidade. Para os profissionais da educação, as condições de trabalho ficam cada vez piores. Com salários defasados e menos verbas, trabalhar na educação será uma missão ainda mais difícil.

    Diga não à Reforma da Previdência

    Também é o momento de barrar a desumana Reforma da Previdência aumenta a idade mínima, o tempo de contribuição e diminui o valor das aposentadorias. Os ataques do governo atingem o conjunto trabalhadores: aqueles que estão empregados e os que estão desempregados, aposentados, jovens e crianças, as mulheres que trabalham dentro e fora de casa. Para combater tudo isso, não tem outro caminho que não seja a nossa luta.

    Imprensa sismuc e sismmac
Voltar para o Índice

Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Curitiba
Rua Nunes Machado, 1577 - Rebouças, Curitiba - PR. CEP: 80220-070     Fone/Fax: (41) 3322-2475 | (41) 98407-4932     E-mail: sismuc@sismuc.org.br
Atendimento de segunda a sexta-feira das 8h às 18h.

DOHMS