Notícias

Imprimir
  • 26/03/2018 Geral

    Servidores protestam na comemoração do aniversário de Curitiba

    Servidores protestam na comemoração do aniversário de Curitiba
    Imprensa Sismuc
    Prefeito Rafael Greca não comparece aos dois eventos oficiais

    O prefeito de Curitiba Rafael Greca (PMN) não compareceu aos dois eventos marcados para comemorar o aniversário da cidade. Um ocorreu no Parque Barigui. Nele ocorreu distribuição do bolo de 325 anos. O outro evento ocorreria no Parque Tanguá, com apresentações promovidas pela Fundação Cultural de Curitiba, sendo cancelado por causa da chuva. Greca acabou escapando do protesto de servidores municipais que, no próximo dia 31 de março, completam 730 dias sem reajuste salarial.

    A manifestação contra o prefeito foi convocada porque o Plano de Recuperação da cidade também conhecido como Pacote de Maldades trouxe prejuízos financeiros e trabalhistas para os servidores municipais. Além disso, a população também foi prejudica pelo conjunto de leis aprovados na Câmara Municipal em 2017. Houve aumento do IPTU, ITBI e a cobrança da taxa de lixo para os mais pobres.

    O protesto ocorreu no Parque Barigui. Com o lema “325 anos com Greca, não há o que comemorar”, o Sismuc expôs os resultados considerados ruins da gestão em áreas como saúde, educação, infraestrutura e mobilidade urbana. “O que para o prefeito é comemoração, para os trabalhadores da cidade é uma data triste”, alerta.

    No material entregue à população, a entidade chama atenção para a superlotação e falta de profissionais em cmeis. Também destaca os problemas na saúde que vem afligindo o povo. “A UPA CIC é referência para a população da Cidade Industrial, Sabará e Barigui. A atual gestão extrapolou o tempo previsto para reabertura da unidade que estava em reforma. Diante da urgência da população, o formato proposto de contratação de profissionais é de Organização Social (OS), que não oferece condições de bom atendimento. Com isso, a população local não terá controle sobre os gastos públicos e a prestação do serviço”.

    Presente de Grego

    Em 2017, o prefeito Rafael Greca anunciou o Plano de Recuperação como medida para equilibrar as finanças do município. Porém, os ajustes não ocorreram em cima do empresariado, que teve contratos honrados e reajustados, como a tarifa técnica do transporte público, ou ainda ganharam mais dinheiro com a “Zeladoria Municipal” que iniciou uma operação tapa buracos.

    Por outro lado, os servidores municipais tiveram plano de carreira e salários congelados. Somado a isso, o prefeito aumentou alíquotas previdenciárias e de saúde, promovendo perda do poder de compra, como explica o sindicato. “As pessoas que são responsáveis pelo atendimento da população estão há exatos dois anos com salários congelados, sem qualquer ganho. Enquanto isso, a demanda por serviços públicos apenas amplia neste momento de crise. O serviço público segue em crise, enquanto as grandes empresas do lixo e do transporte público seguem tranquilas”.

    Manoel Ramires
Voltar para o Índice

Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Curitiba
Rua Monsenhor Celso, 225, 9º andar. Conjunto 901/902 - Centro. Curitiba- PR. Cep: 80010-150     Fone/Fax: (41) 3322-2475     E-mail: sismuc@sismuc.org.br

DOHMS