Notícias

Imprimir
  • 08/03/2019 Geral

    Dia da mulher é dia de lembrar a luta das mulheres trabalhadoras

    Dia da mulher é dia de lembrar a luta das mulheres trabalhadoras
    Manifestações por melhores condições de vida e trabalho, mantém viva a luta das mulheres

    Há mais de um século comemoramos o Dia Internacional da Mulher, esse dia é mostrado para nós como um dia de festa, que muitas vezes é usado para que sejam esquecidas as questões que passamos em nosso cotidiano.

    Hoje, a mulher tem diversos direitos garantidos como: votar, ter acesso a educação e a saúde, mas nem sempre foi assim. Nesse 8 de março, o SISMUC quer lembrar em conjunto com você mulher, a história das mulheres trabalhadoras.

    Não muito tempo atrás, as mulheres trabalhavam cerca de 14 horas por dia, sem direito a férias, licença-maternidade e não tinham locais para deixar os filhos, já imaginou viver nessas condições? Foi graças a luta de milhares de mulheres que esses direitos foram conquistados, estas lutaram ombro a ombro com os trabalhadores por melhores condições de trabalho, redução da jornada e direitos!

    O Dia da Mulher é na verdade O Dia Internacional da Mulher Trabalhadora, e surgiu na II Conferência Internacional de Mulheres Socialistas, passando a ser comemorado a partir de 1914 no dia 8 de março. Esse dia relembra uma grande manifestação realizada pelas operárias têxteis em 1987 que pararam por semanas a linha de produção nos EUA e foram duramente reprimidas, por protestar por melhores condições de trabalho.

    Reforma da Previdência

    A Reforma da Previdência pretende acabar com o que foi conquistado com muita luta pelas trabalhadoras e trabalhadores. Se for aprovada, as mulheres serão as principais penalizadas. Para ter direito a 100% da média de todos os salários, o tempo mínimo de contribuição passará dos atuais 25 anos para 40 anos, totalizando 15 anos a mais de contribuição. Além disso, aumenta a idade para aposentadoria das mulheres, deixando de lado a sobrecarga gerada pela dupla, muitas vezes tripla jornada de trabalho.
    Há quem diga que nós mulheres conquistamos a igualdade de direitos, mas basta olhar os dados sobre renda, emprego e violência, que percebemos estar muito longe disso, o machismo faz parte do nosso cotidiano. Em Curitiba, as servidoras públicas da Prefeitura, embora sejam 80% do quadro, recebem em média 26% a menos que os homens. E os ataques em relação as mulheres não vêm somente da prefeitura, a Reforma da Previdência proposta por Bolsonaro, nos ataca diretamente.

    O dia da mulher serve para nos lembrar que os direitos que temos hoje só existem graças aquelas que lutaram, e é por isso que além de comemoração, o dia da mulher é um dia de luta!

    Para manter viva a memória daquelas que lutaram, devemos continuar lutando! Compareça a manifestação do Dia da Mulher no dia 8 de março às 18h30, na Praça Santos Andrade.

    Imprensa SISMUC
Voltar para o Índice

Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Curitiba
Rua Nunes Machado, 1577 - Rebouças, Curitiba - PR. CEP: 80220-070     Fone/Fax: (41) 3322-2475     E-mail: sismuc@sismuc.org.br

DOHMS