Notícias

Imprimir
  • 11/09/2018 Institutos

    Servidores têm até dia 12 para recorrer de indeferimento da licença-prêmio

    Servidores têm até dia 12 para recorrer de indeferimento da licença-prêmio
    Joka Madruga
    Negativa da Prefeitura de Curitiba é mais uma ação do Pacote de Maldades

    A gestão de Rafael Greca tem negado a concessão de licenças-prêmio para os servidores municipais de Curitiba. A justificativa do governo municipal é que não há recursos suficientes para implementar o direito da categoria. De acordo com a gestão, os critérios utilizados para a autorização das licenças-prêmio é para os profissionais com mais de 20 anos de carreira e servidores em situação de pré-aposentadoria e continuidade da licença-gestação.

    Audiência de Finanças: Arrecadação aumenta, diz Puppi

    A Prefeitura de Curitiba alega não ter recursos para pagar as licenças-prêmio. No entanto, em prestação de contas realizada na Câmara Municipal em maio desse ano, o secretário de finanças Vitor Puppi salientou o aumento nominal de 7% na arrecadação do ISS (Imposto Sobre Serviços), principal tributo recolhido pela prefeitura. O secretário de Finanças informou que houve aumento da arrecadação do IPTU, que cresceu 6,5% desde a revisão da planta genérica da cidade, em 2014. Ele comparou o mês de fevereiro (quando o IPTU é pago à vista) do ano passado com o mesmo período de 2018, que passou de R$ 224 mi para R$ 240 milhões.
    Leia a notícia completa
    O Sismuc questiona a decisão política da gestão. Para a entidade, o prefeito Rafael Greca (PMN) tem optado por reservar o dinheiro para obras e está negando um direito para os servidores. Os sindicatos representantes dos servidores informaram que a prefeitura tem superávit financeiro e que R$ 5,5 milhões devem ser destinados para o pagamento de 450 licenças indeferidas apenas na educação, o que invalida o argumento anterior de que a concessão das licenças causaria impacto nas contas públicas.

    Recurso

    Segundo a SMRH, todos os processos serão revisados caso a caso. A orientação do sindicato é que os servidores que tiveram indeferido o direito, baixem arquivo e protocolem na secretaria de Recursos Humanos do Núcleo Regional. Na justificativa é necessário anexar todos os comprovantes que possam ajudar na reconsideração.

    Manoel Ramires
Voltar para o Índice

Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Curitiba
Rua Monsenhor Celso, 225, 9º andar. Conjunto 901/902 - Centro. Curitiba- PR. Cep: 80010-150     Fone/Fax: (41) 3322-2475     E-mail: sismuc@sismuc.org.br

DOHMS