Notícias

Imprimir
  • 20/12/2017 Geral

    Coordenadoria de raça realiza confraternização e organiza ações para 2018

    Coordenadoria de raça realiza confraternização e organiza ações para 2018
    Estão previstas mais atividades formativas e culturais e que contribuam com o combate ao racismo

    A coordenação de Raça realiza no próximo sábado (23), às 14h, o encerramento das atividades do ano. A confraternização vai reunir os integrantes do Grupo de Dança Afro do Sismuc, o qual realiza encontros todos os sábados no auditório do sindicato. Para 2018, estão previstas mais atividades formativas e culturais, ampliando o debate sobre a questão racial, e criando estratégias para combater o racismo e promover a valorização da cultura afro-brasileira.

    Formação Étnica Racial

    De acordo com o coordenador de Raça do Sismuc, Dermeval Silva, o ano de 2017 foi marcado pela formação realizada pela entidade por meio do Ciclo de Debates e Vivências “Negritude, Branquitude e Novos Olhares”. Iniciado no mês de março, os encontros quinzenais, realizados até o mês de dezembro, proporcionaram discussões sobre política e questão racial, juventude e mulheres negras, mercado de trabalho, quilombos, quilombolas e resistências à escravidão, saúde, cotas raciais, religiões de matrizes africanas e, entre outros, manifestações culturais como samba e capoeira.

    O coordenador afirma, ainda, que as formações terão continuidade com o objetivo de fomentar o debate sobre igualdade de oportunidades e inclusão. “Além da formação que recebemos através dos nossos colaboradores, isto é, de especialistas em temas raciais, também vamos investir em atividades que valorizem a arte e cultura afro-brasileiras. As oficinas de danças afro serão ampliadas e divididas em dois momentos, ou seja, com o trabalho teórico, resgatando o histórico da dança no Brasil, e também por meio dos estudos que abordam os conceitos de corporeidade e corporalidade”, anuncia.

    Fórum Social

    Dermeval lembrou ainda da importância de acompanhar as informações sobre o Fórum Social Mundial 2018, que acontece de 13 a 17 de março, em Salvador, Bahia. O espaço vai oportunizar a troca de conhecimentos sobre a conjuntura nacional e a lutas atuais da população negra brasileira. E, para ele, participar do Fórum é estar envolvido com milhares de pessoas que lutam contra a perda de direitos, as desigualdades sociais e contra as políticas neoliberais.

    “Nesta conjuntura pela qual passa a sociedade, precisamos ter um olhar mais voltado para as ações coletivas. A edição desde Fórum tem uma especificidade que não podemos deixar de informar. No Brasil, 54% da população é negra e essa parcela da população tem denunciado as piores estatísticas. Os jovens negros estão morrendo pela ação policial e violência urbana, as mulheres negras têm os menores salários e convivemos com a sub-representação nos parlamentos municipais, estaduais e federal. É preciso convocar e envolver a sociedade neste amplo debate proporcionado pelo fórum para construirmos uma sociedade mais justa e com mais igualdade social e racial”, convoca Dermeval 

Voltar para o Índice

Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Curitiba
Rua Monsenhor Celso, 225, 9º andar. Conjunto 901/902 - Centro. Curitiba- PR. Cep: 80010-150     Fone/Fax: (41) 3322-2475     E-mail: sismuc@sismuc.org.br

DOHMS